Cerca de 300 pessoas são atendidas no primeiro dia da Poli Itinerante em Capitão Poço

Serviços serão ofertados até a próxima segunda-feira (1º)

29/05/2020 15h52 - Atualizada em 29/05/2020 19h22
Por Bianca Buenaño (COSANPA)

Estrutura possui consultórios, tomógrafo e equipe formada por 40 profissionaisA cidade de Capitão Poço, no nordeste do Estado, é o quinto município a receber os serviços da Policlínica Itinerante, que começaram nesta sexta (29) e seguem até a próxima segunda-feira (1º). Os moradores da região contam com a estrutura de consultórios, um tomógrafo para realização de exames e uma equipe formada por 40 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e administrativo.

Durante a manhã do primeiro de dia de atendimentos, cerca 300 pessoas passaram pelo local. O coordenador da Policlínica Itinerante no município, Marco Antonio Camarão, destacou a importância do serviço voltado para pacientes com sintomas leves de covid-19, ou seja, casos de baixa e média complexidade, com objetivo de prevenir internações.

Médico Marco Antonio Camarão, coordenador da Policlínica Itinerante no município

“Esse projeto tem se solidificado a cada cidade em que passamos. As pessoas estão tendo atenção básica e acesso a medicamentos e exames. Isso é muito importante pois previne internações e agravamento dos casos. O atendimento humanizado tem sido o diferencial no trabalho da Poli Itinerante” - médico Marco Antonio Camarão, coordenador da Policlínica Itinerante no município.

Após avaliação médica, se necessário, são liberados os medicamentos recomendados para os pacientes com o diagnóstico do novo coronavírus. 

Maria Angela Silva Oliveira, moradora do bairro Goibarana, foi uma das atendidas nesta sextaDona Maria Angela Silva Oliveira, moradora do bairro Goibarana, aprovou a iniciativa do governo do Estado e disse que a ação é muito importante essa atenção aos interiores do Pará.

“Cheguei aqui e fui muito bem atendida, não peguei fila e a consulta foi ótima, de forma rápida e eficiente. Veio eu e meu pai, já fizemos exames e estamos levando medicação para casa. Vou indicar o atendimento para todo o meu bairro, tenho certeza que ação vai ajudar a salvar muitas vidas, as pessoas precisam aproveitar essa oportunidade. O Governo do Pará está de parabéns por esse trabalho, deixo aqui o meu agradecimento pela atenção prestada ao meu município”, falou.

Além dos habitantes de Capitão Poço, os cidadãos de Ourém, Nova Esperança do Piriá, Garrafão do Norte e de Irituia também poderão realizar consultas médicas no local. A expectativa é que até segunda-feira (1º), cerca de 1.500 pacientes sejam atendidos.

Além de Capitão Poço, serviços podem ser acessados por pessoas de Ourém, Nova Esperança do Piriá, Garrafão do Norte e IrituiaAté esta sexta (29), o município de Capitão Poço tinha 248 casos confirmados e 14 óbitos registrados por Covid-19.

A Policlínica Itinerante já passou por Santo Antônio do Tauá, Castanhal, Bragança e Cametá, contabilizando mais de seis mil atendimentos, como consultas, exames e encaminhamento para internação de pacientes com sintomas graves. 

A partir de sábado (30), os moradores de Breves, na Ilha do Marajó, e de Igarapé-Miri, no nordeste do Estado, também vão receber os serviços itinerantes. E a ação se estende na Região Metropolitana, nos bairros da Pedreira e Guamá, em Belém, e no Centro, em Ananindeua.

Serviço:

Policlínica Itinerante em Capitão Poço ficará em funcionamento até o dia 1º de junho, de 8h30 às 17h30, na Praça da Alvorada em frente à Câmara Municipal.