Pará 2000 participa de revitalização da Praça Batista Campos

24/03/2015 15h45

A Praça Batista Campos, um dos principais cartões postais de Belém, teve os lagos revitalizados. A Organização Social Pará 2000, que em parceria com a Prefeitura de Belém coordenou as atividades, concluiu os trabalhos no último sábado, 21, quando os peixes foram devolvidos ao local. Há dez anos que o espaço não recebia esse tipo de serviço.

O projeto iniciou em setembro de 2014 e começou com o remanejamento dos peixes para os lagos do Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. "Foi feito um levantamento do estado da praça, o que gerou um relatório situacional no qual as intervenções necessárias foram apontadas. Os lagos foram esvaziados seguindo um cronograma de forma ordenada e os peixes foram todos encaminhados ao Hangar”, explicou Igor Seligmann, biólogo e gestor do parque zoobotânico.

O trabalho deu atenção especial aos peixes que apresentavam sintomas de doenças ou infecção parasitária. No último sábado, os peixes foram devolvidos aos lagos da praça. Cerca de sete mil peixes adultos, em sua maioria tilápia, acará-açu e acará-leopardo, estão de volta à Batista Campos. 

“Existe uma harmonia muito grande entre o Mangal das Garças e a Batista Campos, pois as garças que passam o dia no parque pernoitam e fazem sua reprodução na praça. Um espaço precisa do outro, estes peixes são essenciais pra cadeia alimentar das aves. Somando esforços ao lado da Semma neste trabalho de responsabilidade social estamos contribuindo pra beleza e melhoria da cidade”, explica Gabriela Landé, presidente da OS Pará 2000 que também administra o Mangal.

Por Redação - Agência PA (SECOM)