Fapespa lança estudos que analisam os indicadores sociais do Pará

18/06/2015 18h11

A Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa) apresentou nesta quinta-feira (18) dois produtos para o acompanhamento de indicadores sociais no Pará. Na ocasião, estiveram reunidos os secretários Aléx Fiúza de Mello (Sectet), Heitor Pinheiro (Seaster) e José Colares (Seplan), além de pesquisadores e representantes de associações ligadas à temática.

A diretora de Socioeconomia da Fapespa, Geovana Pires, apresentou o “Boletim de Assistência Social no Pará: Políticas, Indicadores e Reflexões”, que tem como foco a análise relativa ao acesso das famílias paraenses a programas sociais como, por exemplo, o Bolsa Família. O estudo faz uma abordagem dos indicadores socais dividindo o Pará em Regiões de Integração, com recortes sobre os avanços na erradicação da pobreza no Estado no quadriênio de 2011-2014.

O segundo relatório apresentado foi o Mapa da Exclusão Social do Pará 2014, que tem maior abrangência indicativa, fornecendo dados relacionados à expectativa de vida, renda, desemprego, educação, saúde, saneamento básico, habitação, população em situação de risco nas ruas, segurança e, por fim, a inclusão digital.

O presidente da Fapespa, Eduardo Costa, ressaltou que os dois estudos permitem à gestão pública identificar melhorias nos mais variados indicadores sociais no estado e que com esses instrumentos é possível ampliar a visão sobre a importância dos programas sociais que beneficiam milhões de brasileiros.

Segundo o titular da Seaster, Heitor Pinheiro, a assistência social vive hoje um momento de consolidação no sistema único, em que as informações são fundamentais para alcançar avanços. “São estudos como esse que  dão subsídios a mais para realizar ações na gestão, seja ela municipal, estadual ou federal”, reforçou.

O coordenador de Ensino, Pesquisa e Extensão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Marco Antônio Pontes, destacou que a importância da atuação da Fapespa. “Observei neste diagnóstico social do Pará dados oficiais de extrema importância para as políticas sociais aplicadas. Esses indicadores servirão para o governo, para os acadêmicos, desenvolverem ações e novos estudos dentro da temática que poderão beneficiar ainda mais a sociedade”, avaliou.

Para o secretário de Planejamento, José Alberto Colares, o estudo é de suma importância, uma vez que o Estado tem hoje como desafio equilibrar as contas públicas, com o objetivo de reduzir a exclusão social. O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia, Educação Técnica e Tecnológica, Alex Fiúza, enfatizou a importância da Fapespa em gerar dados primários e declarou que deve-se investir nesse tipo de análise para que possam ser atendidas as demandas do Estado.

Por Redação - Agência PA (SECOM)