Fapespa reúne instituições de fomento para ampliar ações do Tecnova Pará

24/07/2015 12h01

O presidente da Fundação Amazônia de Amparo de Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa), Eduardo Costa, esteve reunido com representantes de instituições ligadas à área de Ciência & Tecnologia nesta quinta-feira, 23, para expor a proposta de ampliar o suporte às empresas contempladas pelo Programa Tecnova Pará, iniciativa da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) que trabalha em parceria com os Estados no fomento a projetos de pesquisa. 

As novas metas foram apresentadas à gerente da coordenadoria de Apoio ao Empreendedorismo e Inovação da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), Alda Alves, ao gerente adjunto de Tecnologia do Sebrae Pará, Marcelo Cotta, e à coordenadora de Desenvolvimento Socioambiental da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedeme), Marjorie Neves.

Eduardo Costa enfatizou a importância de envolver as instituições parceiras nessa fase diferenciada que o programa está seguindo. “Sabemos que o desenvolvimento do Pará passa também pelo incentivo a novas empresas e, principalmente, pelo processo de inovação tecnológica que tornm essas empresas mais competitivas, e nós queremos envolver as instituições parceiras de modo que cada uma venha a somar, com suas especialidades, para o que já vem sendo feito.”

Para Alda Alves, o programa Tecnova Pará oferece inúmeras possibilidades de desenvolvimento às empresas inovadoras, e a Sectet, que já é parceira do programa, está disposta a colaborar nessa nova etapa. “Nós buscamos exatamente esse trabalho conjunto para direcionar, articular parcerias e ajudar essas empresas a se desenvolverem no Estado”

Na visão de Marcelo Cotta, do Sebrae-PA, a integração entre as instituições é condição essencial à consolidação e fomento das empresas instaladas no Estado. “O Sebrae tem uma linha de soluções para promover a sustentabilidade e a capacidade inovativa das empresas e que podem ser disponibilizadas por meio de programas como o Tecnova Pará."

A reunião na Fapespa contou, ainda, com a participação do diretor científico, Alberto Arruda, e do coordenador de Inovação e Tecnologia, Israel Athayde.

TECNOVA

O Programa Tecnova trabalha de forma conjunta com as Fundações de Amparo de Pesquisa nos estados, em parcerias descentralizadas, restruturadas e capacitadas para dar apoio e amparo ao fomento dos projetos. No Pará, o governo do Estado, por meio da Fapespa, contempla 16 micro e pequenas empresas por intermédio do programa de subvenção financeira. A partir da próxima semana, a Fundação inicia uma agenda de visitas às instituições parceiras que apoiam o programa. 

<
Por Redação - Agência PA (SECOM)