Fapespa e Unifesspa celebram convênio para a implantação de laboratório em Marabá

24/11/2015 10h09
Por Redação - Agência PA (SECOM)

 A Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa) e a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) celebraram nesta segunda-feira, 23, o convênio para a implantação do Laboratório de Inflação e Custo de Vida de Marabá (Lainc). A solenidade foi realizada no campus I da Unifesspa e reuniu o presidente e os diretores da Fapespa, Eduardo Costa, Alberto Arruda, Glaucia Moreira e Geovana Pires; o reitor da Unifesspa, Maurílio Monteiro; professores, coordenadores e estudantes do curso de economia da universidade.

A parceria tem como objetivo regionalizar as pesquisas sobre o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) no Pará, buscando, neste caso, coletar dados específicos da dinâmica de preços e o custo de vida da região de Marabá. “Com a implantação do laboratório, buscamos oferecer um instrumental para a sociedade conhecer mais profundamente a realidade local, com dados sobre o endividamento das famílias, o orçamento doméstico entre outros elementos analíticos. Além disso, esse convênio fortalecerá a formação de capital humano no estado e o próprio curso de economia da instituição”, destacou o presidente da Fapespa, Eduardo Costa.

Segundo o reitor da Unifesspa, Maurílio Monteiro, é de extrema importância que os acadêmicos possam se apropriar das metodologias que a Fapespa dispõe. “Esse convênio reflete o que a Unifesspa anseia com relação à produção de estudos sobre a nossa região e sobre a capacidade de desenvolvermos o levantamento de informações e indicadores com base numa metodologia já consolidada, nos dando a possibilidade de identificar as potencialidades da região”, reforçou o reitor da Unifesspa.

Para Fernando Nogueira, que está no primeiro período do curso de economia da Unifesspa, o laboratório será de grande contribuição para a comunidade acadêmica e à sociedade em geral. “Esse laboratório irá nos auxiliar bastante ao obtermos um retrato mais fiel da nossa região, reunindo análises sobre o custo de vida, os fatores que contribuem para o aumento ou redução da inflação e a possibilidade de fazer um comparativo com a Região Metropolitana de Belém. Então, é uma oportunidade de irmos além do campo teórico da economia para colaborar com a sociedade de maneira mais prática”, observou o estudante.

Outra novidade anunciada na cerimônia pelo presidente da Fapespa foi a instalação de uma representação da Fundação num dos campus da Unifesspa, em Marabá, para estreitar o relacionamento com os pesquisadores e atender as demandas da região.

Ainda durante o evento, as diretoras Glaucia Moreira e Geovana Pires apresentaram os produtos elaborados pelas diretorias de estatística e socioecnomia da Fapespa e ressaltaram a importância dos estudos desenvolvidos pela fundação para subsidiar o poder público, a iniciativa privada e a universidade na elaboração e acompanhamento de políticas públicas no Estado do Pará.

NOVO EDITAL - Na oportunidade, também foi anunciado pelo diretor científico da Fapespa, Alberto Arruda, o lançamento do edital de Bolsas de Mestrado Acadêmico, que oferta 75 bolsas com investimento global de R$ 2,7 milhões, por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O período de inscrições para submissão de propostas estará disponível no site da Fapespa no final deste mês.

Veja Também