Inscrições para 2ª chamada do StartUP Pará entram na reta final

Edital do Governo do Estado prevê o investimento direto de mais de R$ 7 milhões em projetos e empresas inovadoras

06/12/2021 09h09 - Atualizada em 06/12/2021 10h20

Pessoas físicas e jurídicas que tenham projetos inovadores têm até o próximo dia 10 de dezembro para se inscrever na segunda chamada do StartUP Pará, iniciativa do Governo do Estado que oferece apoio técnico e possibilidade de investimento direto em propostas selecionadas - até R$ 80 mil para pessoas físicas e até R$ 200 mil para empresas.

A execução é realizada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e pela Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad), com apoio técnico da Fundação Guamá.

De acordo com o edital, startups são empresas nascentes/emergentes com um modelo de negócios repetível e escalável em um cenário de incertezas e soluções a serem desenvolvidas.

O Startupbase, banco de dados da Associação Brasileira de Startups (Abstartups), aponta que o Brasil conta com cerca de 13.800 startups, 2% delas concentradas na região Norte. Pelo menos metade desse tipo de empreendimento deve morrer até o quarto ano de vida, segundo dados do estudo Causas da Mortalidade de Startups Brasileiras (2015), da Fundação Dom Cabral.

Para tentar minimizar esse cenário, o governo criou o StartUP Pará como uma estratégia para o empreendedorismo de base tecnológica, apoio e criação de ambientes para iniciativas inovadoras.

Ambiente propício 

“O Startup Pará foi criado com o principal objetivo de fazer deste Estado um ambiente propício para o fomento de ideias inovadoras e transformar essas ideias em empreendimentos, que vão impulsionar o desenvolvimento tecnológico, econômico e social do Pará”, ressaltou Carlos Maneschy, titular da Sectet.

O primeiro edital do programa ofertou capacitação técnica para 27 startups. Dessas, 20 seguem no processo para receber a subvenção econômica, modalidade de apoio financeiro que consiste na aplicação de recursos públicos não reembolsáveis para compartilhar os custos e riscos inerentes às atividades de inovação.

Uma delas é a MedBolso, startup que criou uma solução integrada para o fluxo de pagamento de serviços médicos. “O processo de oficinas e capacitações ajudou a repensar algumas estratégias de venda e o foco do nosso negócio. Acredito que hoje estamos muito mais centrados no que realmente importa de acordo com o estágio atual da empresa. Isso nos ajudará a acelerar o crescimento do negócio”, afirma Adailton Lima, um dos sócios da MedBolso.

O programa ainda prevê o lançamento de novos editais para fomentar o desenvolvimento de áreas estratégicas de Ciência, Tecnologia e Inovação. O próximo a ser publicado é o de Bônus Tecnológico para Micro, Pequenas e Médias Empresas, que tem por objetivo apoiar projetos de desenvolvimento e implantação de ferramentas tecnológicas para transformação digital de produtos, processos e/ou serviços.

Segunda chamada 

Até 80 propostas serão selecionadas para receber qualificação técnica e, dessas, até 60 poderão receber investimento do governo. O programa é dividido em duas modalidades, Novos Negócios, destinada para pessoas físicas e Aceleração, para empresas já constituídas. O valor global investido na chamada é R$ 7,2 milhões.

As inscrições são realizadas exclusivamente online na plataforma www.startuppara.com.br . A coordenação do edital recomenda que os interessados não deixem para submeter sua proposta em cima da hora.

“Não vamos nos responsabilizar por propostas não recebidas em decorrência de eventuais problemas técnicos e congestionamento do sistema, portanto recomendamos o envio dos projetos com antecedência”, orienta Tamiles Amorim, integrante da equipe de execução do programa.

Dúvidas podem ser registradas na própria plataforma, na área de suporte, no telefone (91) 3321-8907 ou no canal do Telegram do StartUP Pará: https://t.me/startuppara

Serviço: Inscrições para a segunda chamada do StartUP Pará, até a próxima sexta-feira (10), exclusivamente através da plataforma www.startuppara.com.br

Por Juliane Frazão (PCTGuamá)