Zeneida Lima recebe título de Doutora Honoris Causa da Uepa e o dedica aos pajés do Pará

Cerimônia teve a participação de parentes da personalidade marajoara e também de pesquisadores da região, com o poeta João de Jesus Paes Loureiro

01/12/2021 16h46

"A senhora é doutora em pajelança, tem conhecimento do Marajó, sua luta ambientalista vence e perde batalhas, mas a senhora não desiste delas". Com essas palavras, a coordenadora do Núcleo e Grupo de Pesquisa Culturas e Memórias Amazônicas (Cuma) da Universidade do Estado do Pará (Uepa), professora Josebel Fares, respondeu ao questionamento de Zeneida Lima, quando a pajé perguntou o motivo pelo qual o Núcleo apresentaria ao Conselho Universitário (Consun) a proposta de lhe conceder o título de Doutora Honoris Causa.

A concessão foi aprovada em reunião extraordinária no dia 24 de novembro de 2021, e a entrega do título honorífico ocorreu em solenidade realizada na manhã desta quarta-feira, 1, no auditório da Reitoria, durante a abertura do XVI Seminário do Cuma e do VI Seminário Brasileiro de Poéticas Orais, cujo tema é Encantarias.

 A vice-reitora da Uepa, Ilma Pastana, definiu a cerimônia como um momento nobre, que oportunizou à Universidade a entrega desse título para uma mulher com a história da pajé, protagonista de uma série de ações voltadas à educação, como a construção de uma escola com foco na educação ambiental. Josebel Fares relembrou que a ideia de titular Zeneida como Doutora Honoris Causa surgiu quando o Cuma realizou a quinta edição do Seminário, em novembro de 2019, nas cidades marajoaras de Soure, Salvaterra e Cachoeira do Arari. E, quando estavam em Soure, foram visitar Zeneida Lima, na instituição Caruana do Marajó Cultura e Ecologia.

RECONHECIMENTO

 Após receber o colar doutoral, o diploma e a resolução do Consun, e dizer sobre a alegria que estava sentindo, Zeneida Lima ressaltou que esse reconhecimento não era para ela, pessoalmente, mas um reconhecimento coletivo. "Não é só Zeneida que recebe esse título. Eu recebo em nome de todos os pajés do Pará", afirmou.

Na plateia da cerimônia, estavam os integrantes do Cuma, amigos e familiares da pajé, além de convidados da área acadêmica, que reconhecem a importância do saber transmitido por Zeneida, como o professor João de Jesus Paes Loureiro, que recebeu com alegria e respeito, a notícia de que Zeneida receberia da Uepa a honraria. 

Para Paes Loureiro, escritor e pesquisador da cultura amazônica, o título de Doutora Honoris Causa a Zeneida Lima de Araújo "em primeiro lugar é um ato de justiça, social, cultural e ao mesmo tempo, acadêmica, porque o notório saber não está apenas dentro da academia, está fora também, mas compete à academia reconhecer isso. Além do mais, a forma de saber da Zeneida, é uma forma de saber de uma profundidade, que exige que a pessoa seja engajada nele, como é o caso da pajelança, e essa extensão dela para a educação fortalece a dimensão sociocultural.
 
Clay Chagas, reitor da Universidade, agradeceu à Zeneida, por todo o trabalho realizado e por ter aceitado o título concedido pela Uepa. "Precisamos defender a ciência, principalmente neste momento de negacionismo, mas também os saberes tradicionais, que são essenciais para defender a Amazônia, não apenas em relação ao meio ambiente, mas à cultura", conclui.


*Texto de Guaciara Freitas (Ascom/Uepa)

Por Governo do Pará (SECOM)