Em Augusto Corrêa, Detran encerra abordagens educativas do "Educação de Trânsito por Todo o Pará"

Em 2021, o projeto já percorreu quase 20 municípios das regiões metropolitana de Belém e o nordeste paraense

01/12/2021 08h20 - Atualizada em 01/12/2021 09h44

Alertar a população sobre os fatores de risco que mais causam acidentes no trânsito é o objetivo do projeto "Educação de Trânsito por Todo o Pará". Coordenado pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran), o projeto encerra a segunda etapa de ações de 2021 nesta quarta-feira (1o), no  município de Augusto Corrêa, na região do Caeté.

O projeto percorre os municípios do estado realizando abordagens educativas para conscientizar condutores e pedestres a adotarem comportamento seguro nas vias e rodovias. Em 2020, primeiro ano de implantação do projeto, 64 municípios receberam as ações. Este ano, o projeto já percorreu quase 20 municípios das regiões metropolitana e nordeste, entre eles, Bonito, Tracuateua, Primavera, Nova Timboteua, Peixe-Boi, Santarém Novo, Quatipuru e Santa Luzia do Pará.

A equipe da Coordenadoria de Educação está em Augusto Corrêa desde a última segunda-feira (29). Segundo João Veiga, um dos coordenadores da equipe, o município ainda concentra diversas infrações de trânsito, principalmente o não uso do capacete, o uso inadequado de calçados e o transporte irregular de passageiros. “Chama  a atenção ainda a grande concentração de condutores sem habilitação, o que significa pessoas dirigindo sem conhecer a legislação de trânsito, colocando em risco a própria segurança e a de quem está a sua volta”, afirma Veiga.  Somente na terça-feira (30), dos 319 condutores abordados, 124 eram não habilitados.

Ação itinerante

O município deve receber em breve uma ação itinerante do Detran para habilitação, oportunidade em que os condutores poderão regularizar a documentação.  Em todos os casos, os condutores são informados sobre a irregularidade e orientados a corrigir o erro sob pena de receberem a autuação, que vai desde a multa até a apreensão do veículo.

José Ribamar mora em Augusto Corrêa e estava pilotando a moto sem capacete e de sandália, o que é vedado pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Depois de receber as orientações do Detran, ele garante que o erro será corrigido. “A gente sabe que não pode, mas acaba permanecendo no erro e quando vem esse trabalho educativo, a gente percebe a real necessidade do quanto esse tipo de atitude pode colocar a vida das pessoas em risco”, comentou.

O “Educação de Trânsito por Todo o Pará” inicia na próxima semana a terceira e última etapa deste ano. As ações educativas vão percorrer os municípios de Acará, Baião, Mocajuba, Limoeiro do Ajuru e Oeiras do Pará. 

Por Leidemar Oliveira (DETRAN)