Programa 'Sua Casa' beneficia 75 famílias em Quatipuru, no nordeste paraense 

De acordo com a Cohab, a iniciativa estadual já contemplou mais de 70 mil pessoas em todas as regiões do território paraense

04/10/2021 16h57 - Atualizada em 04/10/2021 17h40

O Governo do Pará desembarcou nesta segunda-feira (04) na cidade de Quatipuru, região nordeste do Pará, levando mais cidadania para 75 famílias que residem no município, por meio do programa "Sua Casa", da Companhia de Habitação do Pará (Cohab). 

Dona Valquíria Santos foi uma das contempladas com a assistência do governo e já tem planos para o futuro: “Para mim, que mora com a sogra, é o início de um sonho. Eu tive a oportunidade e vim. Eu quase não durmo à noite de tanta ansiedade. Agora é só felicidade. Estou muito, muito feliz”, afirmou a trabalhadora rural. 

Além da dona Valquíria, mais 70 mil paraenses, em todas as regiões, tiveram acesso ao Programa, segundo estimativas da Cohab. O benefício habitacional estadual tem como objetivo principal garantir auxílio para aquisição de material de construção e para o pagamento da mão de obra. O valor concedido pode passar de R$ 20 mil reais, conforme explica o presidente da Companhia, Orlando Reis: “estamos beneficiando as pessoas que mais precisam, com o benefício do governo fazendo com que as pessoas tenham mais qualidade de vida”, enfatizou.

O “Sua Casa” também gera emprego e complementa a renda local, de forma direta e indireta. Ao todo, cerca de 700 mil reais serão injetados na economia local. Lojas de material de construção, de acabamento e trabalhadores informais recebem por seus produtos e serviços, gerando benefícios por onde o governo do Pará passa.

Presidente da COHAB, Orlando Reis “Ganha o comércio local, uma vez que os beneficiados terão que comprar os materiais nas lojas do município. Ganha também a mão de obra local, do popular que, muitas vezes, está sem trabalhar, dando oportunidade aos vizinhos, por exemplo, gerando emprego e renda”, completou o presidente da Cohab, Orlando Reis.

Para receber os benefícios, os candidatos devem atender aos critérios estabelecidos em lei para serem inscritos. Após a inscrição, a Cohab seleciona gradativamente os inscritos com base na ordem de prioridades previstas nas diretrizes do programa. À medida que os candidatos são selecionados, a equipe de engenheiros da Companhia inicia o processo de avaliação e diagnóstico das moradias. Em seguida, é feita a análise socioeconômica pelo setor de assistência social da Companhia, momento em que os técnicos averiguam a real condição social dos candidatos.

Clebson SilvaO vigilante Clebson Silva, de 55 anos, também recebeu em mãos os cheques do programa habitacional. A partir de hoje, o pai de 5 filhos, vai iniciar a construção da sua casa de alvenaria. “Há muito tempo eu estava esperando esse recomeço. Agora eu e a minha família vamos poder morar em um local digno. Eu não tinha essa condição, mas hoje nós vamos ter. Para mim é um sonho receber das mãos do governador. Ver outras pessoas também é muito importante”, observou Clebson.

Por Evaldo Júnior (SEDUC)