Segup e Ouvidoria Geral entregam cestas à instituição social

05/05/2021 23h15 - Atualizada em 05/05/2021 23h37

Estreitar a relação com a sociedade, especialmente as pessoas que mais precisam, é o objetivo da segunda edição da campanha de arrecadação de alimentos ‘Segup Solidária’ realizada pelos servidores da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup). Somando esforços, a Ouvidoria Geral do Estado também distribuiu itens de higiene pessoal. A entrega teve início nesta quarta-feira (05).

Em um pouco mais de 30 dias os profissionais se uniram à corrente do bem para levar alimentos e esperança aos mais necessitados. Ao todo, foram arrecadadas 470 cestas de itens não perecíveis que serão doados para comunidades ribeirinhas próximas à Belém, quilombolas, e da região do Marajó. 

A Fraternidade Católica Missionária Ágape da Cruz foi a primeira a receber as doações. Localizada no bairro Águas Lindas, em Ananindeua, há 14 anos ela recebe pessoas vindas do município de Portel, no Marajó, que vem em busca de atendimento médico, principalmente. 

A instituição oferece, ainda, para a comunidade ao redor de onde está localizada, atenção médica, jurídica, social e de lazer para crianças, jovens e famílias que estão em situação de vulnerabilidade social. Em Portel, a instituição oferece abrigo para crianças que foram abandonadas, maltratadas ou que sofreram algum tipo de violência.  

Irmã Maria José destacou o gesto de solidariedade.Para a gestora da instituição, Irmã Maria José Iglesias, os alimentos farão uma grande diferença na vida de quem mais precisa. “Isso tudo irá fazer muita diferença, principalmente os materiais de higiene que não tínhamos para as crianças de Portel. E a comida também, porque isso sim nos ajuda muito grandemente. Deus é bom, Ele ajuda os pequenos, refletindo abundância”, disse.

O secretário de segurança pública, Ualame Machado, ressalta a importância da aproximação entre a segurança pública e a sociedade. “No ano passado, nós fizemos uma ação parecida com esta e agora novamente os servidores da Segup, de forma voluntária, ajudam ao próximo. Então, a região do Marajó, das Ilhas do Combu, ribeirinhos, quilombolas, sempre tiveram a nossa atenção e, mais uma vez, a Segup, por meio dos seus servidores, dos seus colaboradores, traz um pouco do que pode, para com a sociedade, estreitar cada vez mais a relação, mas também ajudar o próximo”, assegurou.

De acordo com o ouvidor Geral do Estado, Arthur Houat é necessário valorizar instituições que prestam serviço de qualidade e, efetivamente, contribuem com o poder público. “O Governo do Estado promove campanhas de arrecadação de alimentos, de produtos de higiene, para atender abrigos e pessoas em situação de vulnerabilidade social. E ao nosso primeiro contato com a Ágape da Cruz, nós podemos perceber que, além de oferecer abrigo, eles prestam muita assistência social à comunidade do bairro que eles estão instalados. E a partir disso, iniciamos uma articulação entre órgãos do Governo do Estado e do município de Ananindeua, para fomentar essa atuação deles. É um trabalho muito sério, muito competente, coerente, que iniciou em Portel”, afirmou o ouvidor Geral. 

Durante a entrega das doações, estiveram presentes representantes de secretarias e instituições públicas da cidade de Ananindeua. 

Por Aline Saavedra (SEGUP)