Ginastas apoiados pela Seel ficam entre os 10 em torneio internacional no Egito

Com o resultado, os atletas pontuaram na Confederação Brasileira e Federação Paraense da modalidade. Eles já estão em Belém, onde seguem com os treinos.

18/04/2021 20h03 - Atualizada em 18/04/2021 20h48

Mário Nunes durante a prova no Torneio Internacional de Ginástica Aeróbica, no Cairo, Egito. Ele ficou no 6º lugar na competição.O Pará teve dois atletas entre os 10 primeiros no Torneio Internacional de Ginástica Aeróbica da Copa dos Faraós Egípcios, no Cairo, Egito. Mário Nunes e Maurício Ribeiro ficaram em 6° e 7° lugares, respectivamente. Já, em Belém, os atletas festejam o resultado da competição finalizada na última semana. Para o evento, os ginastas contaram com o apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

Pela categoria adulto elite, os ginastas tiveram um minuto e meio para a apresentação, que envolveu uma série de flexibilidade e força. Depois de dois anos sem competir, por conta da pandemia da Covid-19, a dupla paraense conseguiu uma boa colocação no evento chancelado pela Federação Internacional de Ginástica, que abriu o calendário mundial da modalidade, ficando atrás apenas de países da Europa e Árabe.

“Estar entre os melhores é uma satisfação, pois a ginástica é uma modalidade muito competitiva. Um grande avanço sendo que 10 dias antes da competição tivemos lockdown, em Belém, mas nada disso tirou a nossa meta. Tudo isso também é reflexo do investimento feito por apoiadores, como a Seel”, ressalta Maurício Ribeiro.

O atleta Maurício Ribeiro obteve a 7ª posição: "Estar entre os melhores é uma satisfação, é uma modalidade muito competitiva".O resultado fez com que os atletas somassem pontos para a Confederação Brasileira e Federação Paraense da modalidade. Na última semana, Maurício entrou para os 76 nomes da lista preliminar do programa Bolsa Talento, divulgado no site da Seel.

“Isso é mais uma vitória para o estado. O que nos motiva a cada vez mais a trabalhar em prol dos atletas e do esporte. Em relação ao Bolsa é mais uma contribuição no custeio das despesas relacionadas à prática desportiva, como no transporte, alimentação, aquisição de materiais”, disse Arlindo Silva, secretário de  Esporte e Lazer do Pará (Seel).

Os próximos passos dos atletas é focar nos treinos e se preparar para outras competições que fazem parte do calendário nacional e mundial de ginástica.

*Por Bianca Rodrigues (Ascom / SEEL). 

Por Governo do Pará (SECOM)