Governo do Pará retoma abrigos para pessoas em situação de rua

A medida, adotada pelo Estado no ano passado como enfrentamento à pandemia, visa conter o avanço da Covid-19 entre esse segmento social

18/03/2021 22h28 - Atualizada em 19/03/2021 00h22

O governador Helder Barbalho durante a inspeção à escola que será ponto de triagemO governador Helder Barbalho esteve na tarde desta quinta-feira (18) na Escola Estadual Lauro Sodré, em Belém, verificando as condições do espaço, que a partir de sexta-feira (19) será um ponto de apoio para pessoas em situação de rua. Com a medida, o governo retoma uma estratégia adotada logo no início da pandemia, em 2020, para prevenir novos contágios pelo novo coronavírus entre esse segmento social. Na última segunda-feira (15), foi instituído lockdown por sete dias em cinco municípios da Região Metropolitana de Belém (RMB), e entre as medidas definidas pelo Governo do Pará está a retomada dos espaços de acolhimento.Na Escola Lauro Sodré funcionará o acolhimento às pessoas em situação de rua

“É fundamental a solidariedade de todos. Da mesma forma que nos unimos o ano passado para ajudar pessoas em situação de rua que estavam alojados no Mangueirão (Estádio Olímpico do Pará), agora estamos iniciando este mesmo serviço na Escola Lauro Sodré. Aqui funcionará a central de triagem e de cadastros, e daqui estaremos deslocando para outras duas escolas que servirão de abrigo. Portanto, a partir desta sexta-feira, às 09 h, todos os que estão em situação de rua já poderão se deslocar pra cá, para ter atendimento médico e psicossocial, e possam ser encaminhados aos abrigos permanentes, onde ficarão durante esse momento de pandemia”, informou o governador.

A ação é coordenada pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e conta com o apoio de diversos órgãos, entre os quais as secretarias de Estado de Saúde Pública (Sespa), de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) e de Esporte e Lazer (Seel), além da Polícia Militar e Fundação ParáPaz.A Central terá serviço médico e psicossocial

Em março de 2020, o acolhimento de pessoas em situação de rua como enfrentamento à pandemia de Covid-19 ocorreu no Estádio Olímpico e na Arena Multiuso Guilherme Paraense (Mangueirinho). Aproximadamente mil pessoas foram abrigadas pelo Estado, entre mulheres, homens, casais com crianças, idosos e população LGBTQI+. Desta vez, a ação será realizada em três escolas estaduais: Lauro Sodré, onde funcionarão a triagem e o cadastro; Dom Pedro II e Jarbas Passarinho, onde funcionarão os abrigos.

A população poderá participar da ação com doação de roupas, calçados, kits de higiene, roupas de cama e brinquedos, que serão recebidos diariamente, das 8 às 18 h, na Escola Superior de Educação Física.A medida do Governo do Pará visa garantir a saúde de pessoas em situação de vulnerabilidade

Proteção aos vulneráveis - Helder Barbalho reforçou a importância do engajamento da população na rede de solidariedade. “O ano passado foi emocionante ver as pessoas se envolvendo na ação, doando alimentos e roupas para ajudar a quem precisa. É por isso que nós fazemos esse chamamento novamente. Vamos continuar neste mesmo espírito de solidariedade ao próximo, a fim de proteger, neste momento difícil, aqueles que estão em vulnerabilidade social”, complementou.O secretário Inocencio Gasparim ressaltou a importância do processo de retomada no segundo pico da pandemia

Titular da Seaster, Inocencio Gasparim ressaltou a importância desse processo de retomada no segundo pico da pandemia. “Diante dessa fase mais aguda provocada pela pandemia da Covid-19, o governador Helder Barbalho tem assumido uma série de ações combativas e de proteção à população do nosso Estado, em especial àqueles mais desassistidos. Em 2020 nós coordenamos por seis meses este abrigamento, uma ação muito positiva, que contribuiu para a proteção desse público vulnerável e no suporte à alimentação, lazer e saúde para aqueles que são tidos como invisíveis pela sociedade. Não registramos nenhum caso de Covid-19 entre os abrigados, o que nos faz crer que, sim, o acolhimento deu muito certo”, garantiu o secretário.

A ação de abrigo emergencial voltada a pessoas em situação de rua será retomada nesta sexta-feira (19), partir das 09 h, na Escola Estadual Lauro Sodré, localizada na Travessa Pirajá, 849, bairro do Marco, em Belém.

Por Camila Santos (SEASTER)