Estado oferece serviços para usuárias do ParáPaz Mulher até sexta-feira

Restrito a 10 participantes por dia, devido à pandemia de Covid-19, a programação especial inclui serviços de cidadania, jurídico e de estética

08/03/2021 22h26 - Atualizada em 09/03/2021 00h19

A programação especial da Fundação ParáPaz prossegue durante a semana em homenagem às mulheresEm alusão ao Dia Internacional da Mulher, a Fundação ParáPaz iniciou na manhã desta segunda-feira (8) uma programação especial para usuárias das unidades ParáPaz Mulher, em Belém e Ananindeua, na Região Metropolitana. As atividades serão realizadas simultaneamente nos locais durante esta semana, sempre das 8 às 12 h.

De segunda até sexta-feira (12), as participantes terão acesso à emissão de documento de identidade, encaminhamentos para programas sociais, atendimento jurídico e serviços de estética, como design de sobrancelha e maquiagem. “O objetivo é garantir acesso à rede de políticas públicas intersetoriais e fortalecer a importância da mulher na sociedade, além de resgatar a autoestima através do embelezamento”, destacou Rosa Paes, coordenadora de Políticas Sociais da Fundação ParáPaz. O número de pessoas atendidas é de apenas 10 por dia, para evitar riscos de contaminação

Por conta da pandemia de Covid-19, o acesso foi limitado a 10 mulheres por dia, proporcionando mais segurança e agilidade no atendimento. Segundo a gerente do Polo em Belém, Mônica Tapajós, “foi feito um mapeamento prévio da necessidade de cada assistida, inclusive das que estão inseridas na Patrulha Maria da Penha, para que elas também sejam contempladas com os serviços”. Vítimas de violência podem se cadastrar e ter acesso aos serviços

Moradora do bairro do Jurunas, E. M., 46 anos, foi cadastrada na unidade após denunciar uma série de agressões do ex-marido. Uma das usuárias contempladas com os serviços, ela disse que “gostaria de parabenizar a equipe porque era algo que eu já estava atrás e não conseguia a orientação certa. Hoje, eu tô saindo daqui com meu cadastro feito e com meu direito garantido. Vou ver tudo o que o CadÚnico proporciona pra poder usufruir dos privilégios. Muito obrigada por terem lembrado de mim”. Atualmente, ela recebe uma bolsa de estudos para mestrado e sustenta seus dois filhos pequenos.Vários serviços estão disponíveis para mulheres nas unidades do ParáPaz Mulher

Atenção e proteção - Na sexta-feira (12), a partir das 19h30, a Fundação ParáPaz finaliza a programação com a roda de conversa denominada “Mulher: Atenção e Proteção” que será transmitida ao vivo pela TV Cultura, com a participação da psicóloga Natasha Carneiro; de Mônica Tapajós; da advogada Jamille Saraty; do médico obstetra Jorge Vaz e da cantora Mariza Black, como atração musical.

A iniciativa conta com a parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Polícia Civil, Defensoria Pública, Fundação Papa João XXIII (Funpapa), Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho (Semcat), secretarias de Saúde de Belém (Sesma) e de Ananindeua (Sesau), Fundo Ver-O-Sol e dos centros universitários Cesupa e Esmac.

Por Nathalia Mota (PARAPAZ)