Moradores e prestadores de serviços participam de curso de trilhas no Parque do Utinga

Participantes obtêm conhecimento sobre o funcionamento e a rica biodiversidade de unidades de conservação

26/01/2021 14h49 - Atualizada em 26/01/2021 17h24
Por Patricia Madrini (IDEFLOR-BIO)

Por toda esta semana acontece no Parque do Utinga o curso de Condutor de Trilhas e Caminhadas, uma iniciativa do Governo do ParáO Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Turismo do Estado (Setur) e do Instituto de Desenvolvimento Florestal e de Biodiversidade (Ideflor-Bio), promove desde o dia 18 e até sexta-feira, 29, o curso de Condutor de Trilhas e Caminhadas. A iniciativa tem parceria do Corpo de Bombeiros e Sebrae.

“Tenho a oportunidade de transmitir o conhecimento que nós temos em quase dois anos do projeto Flora do Utinga, para uma turma que formará condutores para atuação no Parque do Utinga, e eles precisam ter o conhecimento mínimo sobre a importância desse Parque em termos de fauna e flora, mostrando a relevância das espécimes", afirmou o pesquisador do Emilio Goeldi, Leandro Ferreira, ministrante do curso.

O curso ofertou 30 vagas, 10 exclusivas à comunidade do em torno do Parque, que envolve moradores dos bairros do Curió-Utinga e Águas Lindas. As outras 10 vagas foram destinadas a prestadores de serviços de Turismo de Aventura e Ecoturismo no Parque, e mais 10 vagas para moradores de bairros de Belém, em geral. 

Segundo a presidente do Ideflor-Bio, Karla Bengtson, a formação de condutores ambientais para atuação na Unidade de Conservação quer contribuir para o desenvolvimento do turismo de forma ordenada, qualificada e com segurança. 

De acordo com o gerente do Parque do Utinga, Ivan Santos, os condutores podem auxiliar na gestão e preservação de Unidades de Conservação, levando informações sobre os ecossistemas visitados, mostrando a importância da preservação desses lugares a visitantes.

Ivan Santos ressaltou ainda que após concluírem o curso, os participantes poderão se cadastrar junto ao Ideflor-Bio para atuarem no Parque do Utinga, obedecendo a Portaria nº1199/2018, que regulamenta as atividades de turismo de aventura e ecoturismo dentro da Unidade de Conservação. 

Na formação, os participantes adquirem conhecimento sobre as unidades de conservação, Atendimento Pré-Hospitalar (APH), técnica de condução de caminhada em trilhas, fauna e flora do parque, manejo de animais peçonhentos, entre outros. Além disso, os alunos têm aula prática em todas as 11 trilhas existentes para obterem familiaridade com o trajeto e espécimes existentes.

"Estou participando do curso e está sendo muito produtivo, pois já tivemos um preparo de primeiros socorros e módulos específicos para atuar dentro do Parque. O curso se torna mais interessante pois os moradores locais, principalmente dos bairros do Curió-Utinga e Águas lindas, foram contemplados, potencializando o incentivo local, disse o morador Arnold Patrick, aluno do curso.

A aluna Ana Carolina disse que o curso é enriquecedor para a profissão que ela exerce, principalmente, por levar informação aos turistas que visitam o Pará. “Como já trabalho com operação de roteiros em Belém, o Parque do Utinga é mais uma opção que agrega valor e mostrar um pouco mais do que a região amazônica tem a oferecer”.