Sedap busca fortalecimento da cadeia produtiva do açaí através de parcerias

A convite da Secretaria, o Sindfrutas participou de uma reunião e se comprometeu em colaborar com as ações integradas entre governo, empresários e produtores

28/09/2020 17h45 - Atualizada em 28/09/2020 22h02
Por Camila Botelho (SEDAP)

Visando fortalecer a cadeia produtiva do açaí através da parceria entre o governo estadual, produtores e empresários, a Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) reuniu nesta segunda-feira (28) com o Sindicato das Indústrias de Frutas e Derivados do Estado do Pará (Sindfrutas) – filiado à Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa).

O sindicato foi representado pelo diretor Francisco Ferreira. O convite para a reunião partiu da Sedap que esteve representada pelo seu titular, Hugo Suenaga e pela equipe de trabalho do órgão. O secretário explicou que a Sedap tem um planejamento estruturado para o aumento da produtividade dentro do Estado nos próximos quatro anos. “Nada melhor que chamar essas empresas que também trabalham em conjunto no desenvolvimento dessa cadeia tão importante. Fechando essa parceria, a nossa intenção é aumentar cada vez mais a área plantada tanto na várzea como em terra firme, visando o desenvolvimento regional dessas culturas onde a gente tem grande vocação”, destacou.A meta do Governo do Pará é aumentar a área plantada de palmeiras de açaí, tanto na várzea como em terra firme

O secretário ressaltou que é importante, ao se planejar o desenvolvimento, envolver a cadeia produtiva como um todo: desde quem planta até quem verticaliza e vende o produto acabado que é o açaí, a polpa, ou até mesmo o sorvete entre outros produtos.

Acompanhado do coordenador de Planejamento da Sedap, Nonato Ferreira, do gerente de fruticultura, Geraldo Tavares e do assessor Thiago Alvão, o secretário apresentou ao Sindfrutas o plano estratégico de desenvolvimento da cadeia produtiva do açaí. Deu um apanhado dos dados contidos no estudo como os entraves específicos e as propostas de soluções para a cadeia e os dados de produção.

Ao término da reunião, o diretor do Sindfrutas fez uma avaliação positiva do encontro. “Fiquei impressionado pela proatividade do secretário e da equipe da Sedap em ajudar o setor. O papel do Estado é realmente coordenar o setor produtivo”, explicou.

Empresário do setor, Francisco Ferreira, que é agrônomo, ressaltou a importância que o açaí tem para economia do Estado e acha importante que o governo e os demais atores trabalhem juntos para melhorar a cadeia produtiva do açaí. “Eu sempre me coloquei à disposição para ajudar no crescimento do setor. Fico muito gratificado do secretário ter tomado essa iniciativa e desde já eu me comprometo a colaborar no que eu puder”, ressaltou. (Texto: Rose Barbosa - Ascom/Sedap).