Seplad inicia escolha da banca organizadora do concurso para Polícia Militar

27/06/2020 10h14 - Atualizada em 27/06/2020 12h21
Por Luana Leite (SEPLAD)

A Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad) iniciou, na última sexta-feira (26), a concorrência, na modalidade técnica e preço, para a escolha da banca organizadora do concurso público para a Polícia Militar. Nesta primeira fase, a comissão de licitação, composta por servidores da Seplad e Polícia Militar, recebeu presencialmente, no auditório da sede da secretaria, os envelopes referentes à habilitação e propostas técnica e financeira.

O concurso para a Polícia Militar vai ofertar vagas para os cursos de formação de praças combatentes e de oficiais combatentes. A comissão recebeu os envelopes lacrados com as propostas técnicas e de preço das empresas, após serem assinados. Também foram abertos os envelopes de habilitação, ato em que as empresas e seus representantes analisaram os documentos exigidos no edital proposto.

“A comissão se reunirá para analisar os documentos de habilitação apresentados e, assim, apreciar as questões explanadas durante a sessão pelos participantes que se apresentaram para a concorrência”, disse a presidente da comissão de licitação, Íris Negrão. O resultado da análise dos documentos de habilitação será publicado no Diário Oficial do Estado, nos termos do Edital de Concorrência nº  2/ 2019, e então será aberto prazo para recursos.

Transparência - A primeira sessão pública referente à escolha da banca organizadora do concurso da PM foi transmitida ao vivo no Instagram da Seplad, canal em que é possível esclarecer dúvidas sobre o processo. A ata da sessão está disponível no portal Compraspara.

Segundo a titular da Seplad, Hana Ghassan, a sessão é a integralidade do trabalho efetivo da secretaria, juntamente com a Polícia Militar, para que todo o processo ocorra dentro da normalidade. “Trabalhamos dentro da nossa competência com total empenho pela transparência no andamento de todos os procedimentos. Dessa forma, logo mais servidores vão poder ingressar na atividade pública e garantir a segurança em nosso Estado”, enfatizou.