PM apreendeu mais de 2,5 toneladas de drogas e 175 armas em maio

17/06/2020 20h28 - Atualizada em 17/06/2020 20h57
Por Taiane Figueiredo (PM)

A Polícia Militar encerrou o mês de maio com recorde na apreensão de drogas em todo o Estado. De acordo com dados consolidados pelo Departamento Geral de Operações, ao longo do mês, foi apreendido o total de 2.542 quilos de entorpecentes, marca que não havia sido registrada em um único mês pela PM.

Números expressivos também na apreensão de armamentos. Foram apreendidas, em maio, 83 armas industriais, 63 armas brancas e 29 armas caseiras. Além disso, 86 foragidos foram recapturados pela PM, que também recuperou 20 carros e 116 motos roubados ao longo do mês. Durante as operações, 1.064 pessoas adultas foram presas e 104 menores de idade, apreendidos.

Segundo o coronel Pedro Paulo dos Santos Celso, diretor do Departamento Geral de Operações da PM - que supervisiona as ações de policiamento ostensivo e consolida as informações de produtividade no âmbito da corporação -, a produtividade da Polícia Militar em maio é uma consequência do reforço operacional implementado em todo o Estado.

“A presença constante dos policiais militares nas ruas acaba criando não só prevenção, como ação repressiva mais qualificada”, comentou, lembrando que as apreensões de armas e drogas são resultado das ações de segurança pública. “É sempre um diagnóstico muito valoroso, primeiro porque, em decorrência da droga, se mata e se morre, e depois porque o instrumento principal do homicídio é a arma de fogo, seja industrial ou caseira”.

Outro fator que contribui na melhoria da produtividade da Polícia Militar é o uso sistemático do georreferenciamento, que auxilia na identificação dos locais de maior incidência de crimes e na implementação de reforço de policiamento nessas áreas. Baseado nele, é aprimorado o emprego da tropa.

Pandemia - As operações deflagradas pela PM para dar cumprimento aos decretos estaduais que estabelecem medidas de enfrentamento à Covid-19 resultaram, no mês de maio, em 9.571 abordagens, considerando pessoas a pé, carros, vans, motos e ônibus. Com a forte fiscalização, 1.343 casas de show e estabelecimentos comerciais foram fechados por estarem em desacordo com o distanciamento social. 

Em todos os municípios do Estado, foram deflagradas pela PM as operações Barreira e Máscara Para Todos; fiscalização de feiras e estabelecimentos comerciais, para conter aglomerações;; fiscalização de portos, aeroportos e terminais rodoviários, e reforço de policiamento em áreas bancárias, entre outras ações. 

Para o coronel Pedro Paulo, as ações operacionais de policiamento seguem a mesma metodologia de trabalho em todas as unidades do Estado, respeitando as especificidades geográficas e culturais. “A pandemia evoluiu da capital para o interior do Estado, e nossas ações também foram evoluindo, passando pela fase de isolamento social, lockdown e distanciamento social, tentando conciliar decretos estaduais e municipais”. As operações de reforço de policiamento da PM seguem em todo o Pará, para garantir a preservação da ordem pública nos 144 municípios do Estado.