500 pacientes já receberam alta em Hospital de Campanha de Belém

Unidade montada no Hangar Centro de Convenções realizou mil atendimentos

21/05/2020 23h18 - Atualizada em 22/05/2020 09h00
Por Rodrigo Reis (EMATER)

Paciente é homenageado na alta hospitalar

O Hospital de Campanha do Hangar, em Belém, superou, nesta quinta-feira (21), a marca de 500 altas hospitalares e 1.000 atendimentos, números que demonstram o empenho do Governo do Estado e comprometimento dos profissionais da saúde pela manutenção de vidas neste período de pandemia.

“Quero agradecer a Deus e aos profissionais da saúde que se dedicaram para salvar a minha vida e de muitos outros”. Henrique Gouveia, lavrador do município de Barcarena, que ficou internado durante 14 dias no hospital.

O médico-coordenador do Hospital de Campanha, Tardelio Mesquita, comenta que as equipe médicas e assistenciais não medem esforços em prol da recuperação dos pacientes. “É motivo de grande alegria e satisfação ver os pacientes saindo curados do hospital”, afirma Tardelio.  O estado de saúde dos pacientes que chegaram à Unidade é grave, em muitos casos. “Mas a equipe médica conseguiu livrar muitos de serem intubados. É uma satisfação ver que estão voltando para casa sem qualquer sintoma da Covid-19”, acrescentou o coordenador.

“O tratamento foi ótimo, nota 10! Cheguei com falta de ar e logo foi detectado infecção no pulmão. Passei dois dias, recebi a medicação correta e recebi alta. Não tenho do que reclamar do atendimento”. Jean Fernandes, administrador de Belém.

Ana Claudia agradece pela recuperação

Humanização - A melhora do quadro de saúde dos internados ocorre com o acompanhamento da família. Por cerca de 10 minutos, diariamente, os pacientes conversam com um parente. O contato é realizado por meio de videochamadas entre tablets. Enquanto um equipamento é levado até o paciente, outro é entregue ao familiar na área fora do espaço de atendimento médico. O diálogo é acompanhando por uma equipe técnica e ocorre de 70 a 80 vezes por dia.

A unidade possui tem 420 leitos, sendo 342 clínicos e 78 de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Além da capital, o Governo possui Hospitais de Campanha em Santarém (no oeste), Marabá (no sudeste) e em Breves (no Marajó).

“Eu venci o coronavírus. Agradeço a Deus, os profissionais de saúde e o Governo do Estado pelo tratamento que recebi no hospital. Fui muito bem acolhida. Ana Cláudia Amaral, serviços gerais.

Maria Raimunda de Souza (mãe) e Thamires Carvalho

“Acompanhei a minha mãe durante 15 dias no hospital e hoje recebemos a nossa vitória. Dos médicos aos copeiros, quero agradecer todos pela atenção que nós tivemos durante o período, são pessoas maravilhosas. Agradeço de coração. A vida continua”, disse Thamires Carvalho, filha de Ana Cláudia Amaral.

Nesta semana, o Governo do Estado assinou convênios com prefeituras de três municípios, para construção de novos hospitais de campanha. Altamira, na região sudeste, receberá 60 novos leitos, dos quais 50 clínicos e 10 de UTI. Em Redenção, a Unidade também será equipada com 60 leitos, sendo 10 de UTI, reforçando o atendimento aos pacientes dos 15 municípios da região do Araguaia. E o município de Soure também contará com 60 leitos, sendo 50 clínicos e 10 de UTI, no Marajó.