Pais aprovam entrega dos cartões de vale-alimentação nas escolas

17/04/2020 15h21 - Atualizada em 18/04/2020 10h03
Por Leidemar Oliveira (SEDUC)

“O vale é melhor para podermos escolher os produtos realmente necessários para alimentar as crianças”. A afirmação é da dona de casa Carla Costa, dada logo após receber o cartão do vale-alimentação escolar do filho de 6 anos, que estuda  na Escola Estadual Paracuri II, em Icoaraci.

Ela é uma das mães dos quase 400 alunos da escola que chegaram cedo, nesta sexta-feira (17), à escola para buscar os cartões no valor de R$80 oferecidos pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Educação.

Veja aqui a relação dos estabelecimentos onde as compras poderão ser realizadas

A diretora, Sônia Azevedo, era quem fazia a entrega aos pais. Ela afirma que a iniciativa do Governo foi bem aceita pela comunidade. “Com toda certeza dar a oportunidade deles escolherem o que comprar é bem melhor. Os pais vêm buscar com satisfação e já saem fazendo planos”, comenta.

Para quem enfrenta dificuldades nesse período de pandemia como o mototaxista Cleiton Oliveira, o cartão veio em boa hora. “As corridas diminuíram bastante. Quase não tem gente nas ruas. Fica difícil juntar dinheiro pra comprar comida”, afirmou o trabalhador que tem um filho no segundo ano estudando na escola.

Na Escola Benjamin Constant, no bairro do Reduto, em Belém, o primeiro dia de entrega foi de tranqüilidade. A escola orientou os pais a usarem máscaras e obedecerem a marcação no chão para evitar aglomeração. “Recebemos muitos elogios, em especial pela praticidade no uso do cartão”, afirma a diretora Márcia Lopes. A escola continuará entregando os cartões no fim de semana para agilizar o atendimento. 

Organização

A Escola Celina Del Teto, no bairro do Icuí, em Ananindeua, também começou hoje a distribuição dos cartões de Vale-alimentação aos 924 alunos matriculados. Desde às 8h já havia pais em busca do benefício, que foi entregue sem aglomeração, obedecendo às normas de segurança recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O diretor da escola, Kleber Lopes, explica que organizou, junto com sua equipe, os turnos e salas que os pais devem buscar o cartão. “Pela manhã fizemos a distribuição para alunos com nomes das letras A a E. À tarde outro grupo e no sábado (18) o restante. Cada letra em uma sala distinta. Tudo para manter a ordem e evitar aglomeração”, detalha o diretor.

Quem foi à escola logo pela manhã para garantir o benefício para os dois filhos foi a dona de casa, Ana Karina Maia, de 33 anos. Ana voltou para casa satisfeita. Ela tem um casal de filhos matriculados na escola. “Vai ajudar e muito esse benefício, principalmente num momento difícil como esse que estamos passando”. 

Cronograma

Os vales serão entregues em todas as escolas estaduais dos 144 municípios do Pará. A rede estadual é composta por 566 mil alunos, matriculados em cerca de 900 escolas de ensino fundamental, ensino médio, educação de jovens e adultos (EJA) e educação profissionalizante. Todo o cronograma de entrega nas outras regiões será divulgado no site da Seduc.