Emater vai contribuir com a formação de jovens alunos de Brasil Novo

Em parceria com a Casa Familiar Rural, ciclo de palestras será ministrado sobre as principais atividades da região. Ações ocorrerão após a pandemia do novo coronavírus

16/04/2020 14h00 - Atualizada em 16/04/2020 15h03
Por Aline Miranda (EMATER)

O escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Brasil Novo, na Transamazônica, vai contribuir com a formação de alunos da Casa Familiar Rural (CFR) Padre Oscar Albino Fuhr. Historicamente envolvidas, Emater e CFR retomaram a parceria este ano. A proposta é que, passada a pandemia do novo coronavírus, seja promovido um ciclo de palestras sobre horticultura, cultivo de cacau e profilaxia de doenças em aves. O foco são as principais atividades rurais na região.

A CFR é ligada a movimentos sociais, como o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), e funciona a partir da Pedagogia da Alternância, modelo de educação que alterna “tempo-escola” e “tempo-comunidade”, conjugando as diferentes experiências e ambientes para a juventude do campo. A estratégia estimula a sucessão familiar e, por conseguinte, inibe o êxodo rural, oferecendo oportunidades reais de capacitação e valorização das tradições.

A turma a receber a formação futuramente é composta por 21 adolescentes no nível fundamental e médio que são filhos de famílias atendidas pela Emater em Brasil Novo. Três dos estudantes são moradores dos municípios vizinhos de Altamira, Medicilândia e Senador José Porfírio. 

Além do ciclo de palestras aos alunos, a Emater aproveitará as visitas técnicas regulares às famílias dos jovens, dentro do cronograma de trabalho, para transformar em “aulas práticas”.

“Será a oportunidade da aplicabilidade. Como eles próprios dizem: aprendem a fazer e fazer para aprender. É o que preconiza a extensão rural: não só plantar, criar animal, produtividade agrícola. É produtividade social, humana, envolvimento comunitário, educação, troca”, considera o chefe do escritório local da Emater em Brasil Novo, o técnico em agropecuária Jailson Souza.