Bibliotecários debatem inovação em evento da Escola de Governança

12/03/2020 15h18 - Atualizada em 12/03/2020 16h00
Por Isabela Quirino (EGPA)

Trazendo como tema “Inovação em Bibliotecas: desafios e oportunidades”, a Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA) promoveu, nesta quinta-feira (12), um evento para os bibliotecários do Estado. A data foi escolhida por marcar a celebração do dia do bibliotecário como uma forma de integrar e valorizar esses profissionais. Mais de 100 pessoas estiveram presentes no evento. 

A programação contou com uma mesa de debate sobre a inovação aplicada às bibliotecas públicas, escolares e universitárias, além de palestras sobre o tema principal, a apresentação do código de ética do bibliotecário, atualizado em 2018, e a apresentação do grupo de profissionais de documentação e informação jurídica do Pará.  

A diretora-geral da Escola de Governança, Evanilza Marinho, ressaltou a importância da Escola de Governança neste movimento de compartilhamento de informações e qualificação profissional. “A EGPA tem a missão de qualificar os servidores públicos estaduais e precisamos ser o espaço que provoca esta reflexão nos servidores, de qualificar e inovar, e não apenas nas áreas administrativas”, explicou. 

O evento foi desenvolvido a partir de uma parceria firmada entre a EGPA e o Conselho Regional de Biblioteconomia da 2ª Região, que abrange os estados do Pará, Amapá e Tocantins. “Esta é uma parceria importante, por isso queremos estreitar nossos vínculos com o Governo do Estado e todos os bibliotecários que atuam nas bibliotecas públicas e escolares do Pará”, disse a presidente do Conselho, Isabel Mendes.

Após as palestras, a EGPA propôs aos bibliotecários a criação de um Grupo de Trabalho para o desenvolvimento de novas ações. “Queremos que a nossa biblioteca estimule essa proposta de uma biblioteca viva e inovadora em todas as bibliotecas públicas do Estado”, destacou a diretora. 

Para Simone Rabelo, bibliotecária da biblioteca Arthur Viana, da Fundação Cultural do Pará, este é um evento que deve se repetir, por possibilitar novas visões sobre como inovar dentro das bibliotecas públicas. “Pude ver que a inovação está diretamente relacionada com a forma que nós atendemos ao público que chega. Somos uma biblioteca pública e recebemos todos os tipos de usuários, acolher essas pessoas é uma grande maneira que temos para inovar”, explicou. 

Ao final da manhã o evento premiou a “bibliotecária destaque de 2019”, Carla Teixeira, que atua na biblioteca da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), no município de Paragominas. A programação seguiu durante a tarde com a oficina “Inovação em bibliotecas”, ministrada pela facilitadora de inovação da EGPA, Isadora Vale. 

A biblioteca Dorothy, da Escola de Governança, busca promover o acesso à informação para facilitar o aprendizado individual, o desenvolvimento intelectual e o processo de ensino e aprendizagem. A biblioteca atua como um ponto de apoio para os servidores que estão cursando alguma capacitação na EGPA, de curta ou longa duração, com serviços como consulta local e empréstimo domiciliar. Para os servidores interessados em se inscreverem, basta apresentar um documento com foto, último contracheque e comprovante de residência.