Caminhada lança campanha para garantir o protagonismo da mulher nas políticas públicas

Campanha “Mulheres na Política: por uma democracia Paritária” é promovida pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos

08/03/2020 14h52 - Atualizada em 09/03/2020 14h31
Por Claudiane Santiago (SEJUDH)

“Lugar de mulher diz aonde é, é onde ela quer, pois lugar de mulher é onde ela quiser...Se quiser pode se presidente, deputada, juíza, tenente..”, o trecho da música “Lugar de Mulher” embalou a caminhada alusiva ao Dia Internacional de Luta pelos Direitos das Mulheres – 8 de Março, realizada na manhã de hoje, em Belém. 

Mulheres de vários segmentos saíram da escadinha do Cais do Porto, às 10h, seguindo pela Avenida Presidente Vargas até o Theatro da Paz ao som do repertório especial preparado pelas cantoras paraenses Joelma Kláudia, Mariza Black, Juliana Franco e Samba de Salto e todo o coletivo feminino do cenário musical paraense. O coletivo levou o melhor das músicas que exaltam, valorizam e mostram o papel e importância da mulher na sociedade. 

Ainda no evento, falas relacionadas sobre as políticas publicadas voltadas à população feminina, várias mulheres seguiram com blusas personalizadas, cartazes e faixas pedindo respeito e o fim da violência. De iniciativa do Conselho Estadual da Mulher, o ato buscou sensibilizar a população sobre a importância da luta pela promoção e garantia de direitos. “O 8 de março é um dia de reflexão para mudanças de paradigmas no comportamento dos homens e mulheres, a gente precisar repensar muitas atitudes para que tenhamos uma sociedade justa”, enfatizou a presidente do Conselho Estadual, Márcia Jorge. 

Por volta de 11h30, a caminhada chegou ao Theatro da Paz, onde a programação prosseguiu com homenagens às mulheres, em especial à Maria Sylvia Nunes, grande expoente das artes cênicas paraenses, que faleceu nesta semana. Em seguida, o público prestigiou o espetáculo gratuito que narra a vida e obra de outro grande nome da cultura popular paraense: Iracema Oliveira.

A programação conta com a parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Ministério Público do Pará, Procuradoria Especial da Mulher e bancada feminina da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). 

Lançamento – O ato também marcou o lançamento da campanha estadual de políticas públicas direcionadas às mulheres, no Pará, intitulada “Mulheres na Política: por uma democracia Paritária”, promovida pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos por meio da Coordenadoria de Integração de Políticas para as Mulheres (CIPM).

“Estamos aqui enquanto Estado para reafirmar o compromisso de garantir políticas públicas no Pará que garantam à mulher proteção, saúde, e justiça”, reforçou a diretora da Sejudh, Elizabeth Lima. 

O tema será trabalhado nos 144 municípios paraenses ao longo do mês de março, com ações no enfrentamento à violência contra a mulher, protagonismo social, empoderamento e a importância da participação feminina na gestão.

“O Conselho tem uma avaliação positiva da caminhada, que inicia a campanha que vai trabalhar a temática por meio de várias agendas positivas, como audiências públicas, encontro municipais de mulheres, rodas de conversa, capacitação profissional, eventos de formação, dentre outros que reporte a necessidade da participação da mulher na política”, descreveu Márcia Jorge.

O encerramento da programação ocorrerá no dia 30, com um encontro estadual que vai debater temas como a evolução da presença das mulheres no Parlamento e a luta por mais espaço na política. O debate será realizado na Alepa, das 8h às 12h.