Iasep garante equilíbrio financeiro e investe em interiorização do plano

27/12/2019 10h00 - Atualizada em 27/12/2019 12h34
Por Ádria Azevedo (IASEP)

Sede do Iasep na Gentil Bittencourt, em BelémCom o governo iniciado em 2019, o Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) passou por muitas mudanças, que impactaram positivamente o plano de saúde dos servidores estaduais. Saindo de uma realidade de atrasos crônicos de pagamentos à rede credenciada, o Iasep gradativamente regularizou os repasses, apesar do enorme déficit financeiro deixado pela gestão anterior. Mudando de uma assistência concentrada na capital, a autarquia se voltou ao processo de interiorização.

“Recebemos o Iasep com atrasos no pagamento de até um ano. Com muito trabalho, conseguimos equilibrar as finanças, quitar significativamente as dívidas, e muitos estabelecimentos que haviam parado de atender voltaram a prestar serviços aos nossos segurados. Além disso, a relação com cada clínica, hospital e laboratório melhorou muito, porque agora temos um diálogo e não uma barreira, existe confiança e credibilidade”, pontuou o presidente da autarquia, Bernardo Almeida.

Interiorização

O processo de credenciamento de novos estabelecimentos para atender via Iasep ocorre por meio de chamadas públicas. Em 2019, foram duas chamadas para credenciar especificamente em municípios do interior, totalizando chamamento para 23 cidades diferentes, com prioridade para as que mais precisavam de incremento na rede. Os processos resultaram na habilitação de inúmeras organizações para concorrer, muitas das quais já foram credenciadas ou em estão sob análise para credenciamento.

“O que vimos quando chegamos foi uma centralização da assistência na região metropolitana e um verdadeiro abandono do interior, com muitos municípios sem qualquer cobertura ou com cobertura insuficiente, mesmo em grandes polos. Já tivemos conquistas relevantes, como a retomada da urgência e emergência e assistência hospitalar em Santarém e o fortalecimento da rede em Marabá”, cita Almeida.

Além da rede credenciada, as agências locais do Iasep, que também estavam esquecidas, vêm recebendo investimentos. “Encontramos todos os prédios deteriorados, sem condições de funcionamento, mas os ajustes já vêm sendo providenciados. A agência de Óbidos já foi completamente reformada e temos um cronograma para reformar várias outras. Também tínhamos muitos prédios fechados, com agências sem funcionar, mas já com expectativa de reabrir”, conta Thiago Oliveira, gerente de Material e Patrimônio. Os prédios municipais também receberam equipamentos novos, para proporcionar melhor atendimento aos segurados, como computadores e aparelhos de ar condicionado.

Regulação

Outros avanços aconteceram na desburocratização, reorganização de fluxos e otimização dos processos de regulação em saúde. Por exemplo, guias de anestesia, que costumavam ser entregues em três dias, hoje são liberadas no mesmo dia. As visitas de avaliação da equipe da assistência domiciliar, que ocorriam só três vezes na semana, agora ocorrem todos os dias. Segurados com algumas doenças crônicas não precisam mais apresentar, a cada ano, os laudos para renovar o cadastro no Programa de Procedimentos Adicionais.

“Temos dado resolutividade e um atendimento mais ágil às demandas, até por termos uma melhor relação com as empresas credenciadas. Dessa forma, conseguimos sanar muitos problemas de imediato”, explica Geciara Santos, coordenadora de Gestão em Saúde. “Da mesma forma, estamos sempre disponíveis para ouvir e solucionar as necessidades de cada segurado”, complementa.

Cadastro

Um novo sistema de atendimento por senhas no setor de Cadastro, na sede, proporcionou menor tempo de espera para procedimentos como adesão ao plano ou inclusão de dependentes. Além disso, a oferta desses e outros serviços na Estação Cidadania do Shopping Metrópole, em Ananindeua, descentralizou o acesso ao órgão. “Nosso objetivo é levar o Iasep para outras Estações Cidadania em Belém, estar presente em bairros mais afastados do centro e desconcentrar os atendimentos da sede na Avenida Gentil Bittencourt. E, é claro, fortalecer todas essas ações também no interior”, explica Gisele Brandão, gerente do setor.

Metas

Para o próximo ano, o Iasep pretende investir na modernização do plano e simplificação do acesso aos serviços, com o uso de novos sistemas e tecnologias, utilizando cada vez menos papel e dando mais agilidade aos processos. Será implantado um novo sistema de regulação em saúde, que permitirá também o aperfeiçoamento dos processos de auditoria.

Outras metas são a criação de uma Ouvidoria e do Programa Iasep Itinerante, que levará serviços do plano diretamente nos órgãos. Além disso, o presidente Bernardo Almeida reforça que a interiorização será um objetivo contínuo. “Já começamos esse processo, mas ainda estamos muito aquém do que gostaríamos. Queremos chegar ao maior número de cidades possível”, planeja o gestor.