Técnicos da Emater participam de curso sobre lavoura do cacau

Conhecimento será assimilado pelos servidores e depois repassado aos produtores rurais

05/12/2019 12h44 - Atualizada em 05/12/2019 13h10
Por Rodrigo Reis (EMATER)

Técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) estão participando, em Medicilândia, no sudoeste paraense, de um curso de capacitação da cadeia produtiva do cacau. Localizado às margens da rodovia Transamazônica, o município é, atualmente, o maior produtor do fruto no Brasil. O curso começou na última segunda (2) e vai até esta sexta-feira (6).

A capacitação é uma das etapas de um projeto da Emater aprovado junto ao conselho do Fundo de Desenvolvimento da Cacauicultura do Pará (Funcacau), para aprimorar a produção sustentável do fruto entre os agricultores familiares atendidos pelos técnicos da Emater em seus municípios. O projeto conta com a parceria da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) e da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac).

De acordo com a supervisora-adjunta da regional Altamira, Simone Silva, o projeto tem a duração de quatro anos e conta com várias etapas. No total, são 20 técnicos participantes, que passam por aprendizado teórico e prático. Eepois de finalizado este módulo, os servidores vão repassar o conhecimento para o produtor. “Será realizada mobilização com famílias e, logo em seguida, uma seleção para identificar quais têm perfil para receber o treinamento. Os produtores precisam, necessariamente, trabalhar com a cultura do cacau”, diz.

Durante a capacitação, os técnicos são orientados sobre manejo, poda, adubação, além de abordar a questão do cooperativismo. “É um aprimoramento. A produção no município está crescendo e é necessário se qualificar. Os produtores precisam de orientação correta, por isso é importante se atualizar e aprender novas técnicas para repassar o conhecimento para os agricultores do município”, explica o engenheiro agrônomo Luiz Cavalcante, de Conceição do Araguaia, sudeste paraense, que participa do curso.

Os técnicos pertencem aos escritórios da Emater nos municípios de Medicilândia, Altamira, Anapu, Pacajá, Vitória do Xingu, Placas, Tucumã, São Felix do Xingu e Novo Repartimento. A capacitação é ministrada por técnicos da Ceplac.

A etapa de mobilização das famílias nos municípios está prevista para ocorrer no primeiro trimestre de 2020.