Polícia Militar entrega cadeira de rodas adaptada a soldado

05/11/2019 19h43 - Atualizada em 05/11/2019 23h16
Por Matheus Soares (PM)

O soldado Garcia (c), com o coronel Dilson Júnior (e) e o coronel Moisés Costa da ConceiçãoO soldado reformado Rayrisson Marcel Garcia de Oliveira, 34 anos, recebeu da Polícia Militar do Pará, por meio do Fundo de Assistência Social da PM (FAS), na tarde desta terça-feira (5), uma cadeira de rodas nova, que atende as suas necessidades de equilíbrio e postura. O praça ficou paraplégico devido a um ferimento de arma de fogo, que sofreu no dia 17 de agosto de 2015.

A cadeira de rodas foi entregue pelo comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior, no Quartel do Comando-Geral, no Parque Guajará, em Belém, e teve a presença do coronel Moisés Costa da Conceição, chefe do FAS. Acompanhado dos dois filhos, o soldado Garcia recebeu o equipamento e agradeceu à Polícia Militar por ter atendido seu pedido.

O soldado Garcia (e) disse que a nova cadeira dará mais autonomia no seu dia a dia“Fico muito feliz em receber essa cadeira de rodas, porque a partir de agora eu vou aprender a ter mais equilíbrio, o que a antiga cadeira não me permitia. Nesse sentido, eu vou poder realizar outras atividades, o que de certa forma aumenta a minha sensação de liberdade, e isso é muito importante pra mim e pra minha família”, disse o soldado Garcia.

A cadeira de rodas monobloco de propulsão foi confeccionada em São Paulo, e ajustada conforme avaliação prévia realizada pela Unidade de Reabilitação da PM (Ureab), para atender às necessidades do militar. O equipamento foi obtido com recursos do FAS PM, e destinado ao soldado Garcia que era, à época, associado.

Autonomia - O militar entrou na corporação em 2013 e sempre foi adepto de práticas esportivas. Com a cadeira de rodas nova, ele afirmou que pretende voltar a praticar exercícios. “Agora, eu quero avançar mais na corrida, e com o equilíbrio da equoterapia quero me dedicar aos treinamentos”, disse o militar.

Segundo o coronel Dilson Júnior, a Polícia Militar “fica feliz em poder ajudar o soldado Garcia. Nós torcemos para que ele esteja, em breve, competindo nos esportes que ele gosta de praticar, pois a presença dele aqui motiva a gente e simboliza que não devemos nunca nos entregar”.