Servidores da Santa Casa definem em oficina objetivos estratégicos

30/08/2019 22h31 - Atualizada em 31/08/2019 12h32
Por Etiene Andrade (SANTA CASA)

Cerca de 100 servidores das áreas de gestão, assistencial, técnica e de ensino da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará participaram da II Oficina de Revisitação do Planejamento Estratégico da Santa Casa. As discussões incluíram a ideologia da organização (missão, visão e valores), e foi sendo construído coletivamente um mapa com 13 objetivos estratégicos da instituição, em consonância com a política de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os servidores construíram um mapa com 13 objetivos estratégicosOs objetivos estratégicos definem quais resultados a organização pretende atingir e as melhorias contínuas necessárias para alcançar os resultados esperados. “É importante que cada servidor e gestor estejam convencidos que esse planejamento é viável, para que essas estratégias tenham êxito. Cada gestor participante da oficina vai sair daqui focado no alcance dos resultados e pronto para trabalhá-los junto com os demais servidores”, ressaltou Walda Valente, assessora Técnica e de Planejamento da Fundação Santa Casa.

A missão da Santa Casa de “Cuidar da saúde das pessoas gerando conhecimento” foi mantida na revisitação. Já a visão foi revista pelos participantes da oficina, assim como os projetos vigentes, que foram adaptados às novas realidades e necessidades da instituição e dos usuários dos serviços da Santa Casa.

O secretário Alberto Beltrame enfatizou a importância do planejamento das açõesBons resultados - O secretário de Estado de Saúde Pública, Alberto Beltrame, também participou da oficina e destacou a importância de priorizar o planejamento estratégico e promover encontros para definir os objetivos das instituições de saúde. “Em minha experiência com a gestão da saúde tenho verificado como as instituições que envolvem os servidores no planejamento conseguem bons resultados. Vocês vão perceber que chegaram aqui de uma maneira e vão sair de outra, e que esse processo que envolve debates, concordâncias e até divergências é essencial e vai influenciar positivamente a atuação de vocês e os resultados da instituição”, frisou o secretário.

Segundo o presidente da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, Bruno Carmona, a execução dasO evento reuniu cerca de 100 servidores das áreas de gestão, assistencial, técnica e de ensino ações no ambiente da Santa Casa passa, necessariamente, pelo planejamento. “Nós precisávamos desse momento envolvendo toda a equipe gerencial do hospital, que está engajada na construção do que nós pretendemos para os próximos quatro anos. Para implementar essas ações nós já temos contado com o apoio das secretarias de Saúde, de Administração, de Planejamento e do Governo para conseguir melhorar a prestação de serviços da Santa Casa para a população do nosso Estado”, concluiu o gestor.