Bombeiros do Estado treinam militares no combate a incêndios florestais

26/08/2019 03h39 - Atualizada em 26/08/2019 10h31
Por Ronan Frias (SEMAS)

O 9º Grupamento de Bombeiros Militar (9º GBM), sediado em Altamira (PA), ministrou uma "Capacitação em Prevenção e Combate a Incêndio Florestal" a militares do 51º Batalhão de Infantaria de Selva (51º BIS). O treinamento ocorreu neste domingo. O objetivo foi preparar a a primeira turma, com cerca de 40 militares, para o cumprimento das determinações previstas no Decreto Presidencial Nº 9.985, de 23 de agosto de 2019. No texto, consta que no período de 24 de agosto a 24 de setembro de 2019, as forças armadas atuarão nas áreas de fronteira, nas terras indígenas, nas unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas dos Estados da Amazônia Legal que requererem ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais e levantamento e combate a focos de incêndio.

"Esse treinamento vai contribuir muito para a diminuição do desmatamento ilegal e ao fogo criminoso dentro da floresta. É uma ação fundamental do corpo de bombeiro e por sequência do estado do Pará, nessa parceria com o as forças armadas", avaliou o comandante geral do corpo de bombeiros do Pará, Coronel Hayman Apolo Gomes de Souza.

 A iniciativa tem a intenção de oferecer aos militares conhecimento para proteger a região, assim como salvaguardar a integridade dos moradores da zona rural de Altamira e localidades vizinhas. As equipes receberam informações sobre o início do período de estiagem no estado, época em que a umidade do ar diminui e o clima fica mais quente e os ventos constantes formam condições ideais para a ocorrência de incêndios. "A capacitação vai possibilitar que as equipes estejam aptas a realizar ações de combate a incêndios, valorizando essa parceria com os bombeiros do Pará. Queremos que esses ensinamentos sejam sistemáticos para que a nossa expectativa de cumprimento do Decreto se concretize e nós estejamos preparados, além de conscientizar a nossa tropa sobre as atividades e o meio ambiente na região", destacou o comandante do 51° Batalhão de Infantaria de Selva, coronel Glauco Corbari Corrêa.

Durante a manhã também foi realizada uma ação entre os órgãos de combate a incêndio, exercito e a prefeitura de Altamira. No encontro, os representantes puderam dialogar sobre a situação do município às ações a serem tomadas em conjunto. Para a Chefe de Gabinete da prefeitura de Altamira, Denise Aguiar, a interação entre Município, estado e união é um caminho para proteger a floresta. “O Governo Municipal acredita que essa força tarefa, que agrega todos as esferas públicas, é muito importante para combater e fiscalizar as queimadas no país”, comentou.