Primeira edição do Vida Leve é concluída com sucesso

01/07/2019 19h33 - Atualizada em 01/07/2019 20h24
Por Vanessa Van Rooijen (SUSIPE)

Encerraram no último sábado (29) as atividades da primeira turma do projeto Vida Leve, desenvolvido pela Coordenadoria de Assistência e Valorização ao Servidor (CAVS) da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe). O objetivo do projeto é promover a reeducação alimentar dos servidores, a qualidade de vida e o incentivo à prática de atividades físicas. A última ação ocorreu no Parque do Utinga, em Belém.

A seleção para participar da 2ª turma começa em agosto e as atividades iniciarão na primeira semana de setembro. No projeto, os servidores são incentivados a ter uma rotina saudável e uma alimentação adequada. Através do apoio nutricional e psicológico, procura-se proporcionar uma reflexão e consequentemente uma mudança comportamental nos participantes.

Giovana Costa foi uma das servidoras que recebeu atendimento no projeto. Segundo ela, a ação ajuda na mudança para uma vida melhor. "Na minha vida esse projeto foi uma coisa muito boa. Ele mudou os maus hábitos para hábitos mais saudáveis, além do comportamento em busca de uma vida saudável de verdade. Eu entrei no projeto com uma meta e eu alcancei. A CAVS está de parabéns por isso e que as atividades continuem", contou a servidora.

Para o servidor Cláudio Cardoso, o projeto acentuou ainda mais a vontade de ter uma vida saudável. "Eu já tinha uma consciência em termos de me alimentar melhor há algum tempo e o projeto só veio reforçar a certeza de que eu tinha que mudar os meus hábitos. Foi uma coisa muito proveitosa. As orientações, tanto da nutricionista quanto da nossa psicóloga, foram de suma importância. As pessoas realmente mudaram seus hábitos alimentares. Essas orientações são muito importantes para o nosso dia-a-dia de trabalho", contou o servidor.

Já para Elaine Ataíde, psicóloga da Central de Triagem Metropolitana IV (CTM IV), o projeto marca uma nova fase de gestão na Susipe. "Para mim esse projeto é um diferencial, um marco na Susipe a nível de valorização do servidor. Quando você se preocupa com a saúde deles, você está interessado que este se cuide para produzir com qualidade, alegria e bem-estar em qualquer ambiente que esteja. Trabalhar mente, corpo e pensar na saúde do trabalhador como um todo é sempre algo que vai dar retorno não só para ele, como para o Estado. Isso tudo já fez e faz a diferença na minha vida. Agradeço muito ao projeto Vida Leve", concluiu.