Operação Pacificação fecha bares sem alvará nos bairros Cabanagem e Benguí

23/06/2019 11h34 - Atualizada em 23/06/2019 12h13
Por Walrimar Santos (PC)

A Polícia Civil divulgou, na manhã deste domingo (23), o balanço final da Operação Pacificação, deflagrada às 22 horas de sábado até a madrugada de hoje, nos bairros Cabanagem e Bengui, em Belém. Vinte e cinco bares foram fiscalizados, e quatro acabaram fechados por irregularidades, como falta de documentação obrigatória (alvará).

Revistas em frequentadores e averiguação da documentação fizeram parte do trabalho policialParticiparam da operação 36 agentes públicos, entre policiais militares do 24º Batalhão e do Choque; policiais civis vinculados à Diretoria de Polícia Metropolitana (DPM) e da Dioe (Divisão de Investigações e Operações Especiais); militares do Corpo de Bombeiros e agentes do Departamento de Trânsito (Detran).

Conforme o diretor de Polícia Metropolitana, delegado Marco Antônio Duarte da Fonseca, a operação foi iniciada após reunião das equipes na Delegacia da Cabanagem, de onde saíram por volta das 20 h de sábado. As equipes fiscalizaram bares nos dois bairros e fizeram revistas em frequentadores. "Não foram encontrados ilícitos penais, nem menores em situação de risco nesses locais", informou o delegado.Na operação foram fiscalizados 25 bares nos dois bairros

Marco Antônio da Fonseca disse ainda que os proprietários dos estabelecimentos fechados foram intimados a comparecer à sede da DPA (Divisão de Polícia Administrativa), sediada na Delegacia-Geral, no bairro de Nazaré, em Belém, para regularizarem as pendências. O delegado frisou que "a operação foi realizada dentro dos preceitos da Polícia Civil cidadã, com a efetiva implantação do projeto de pacificação nos bairros da Cabanagem e Bengui".