Sejudh promove atendimento do Projeto "Girândola" na cidade do Acará

Cerca de de 60 mulheres, moradoras das comunidades Goiabal e Acará-Açu receberam cursos de formação que irão favorecer a própria autonomia e estimular a autoestima

09/05/2022 09h50 - Atualizada em 09/05/2022 10h16

Durante uma semana, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), por meio da Coordenadoria de Integração de Políticas para as Mulheres (CIPM), promoveu atividades do Projeto Girândola, que levou cursos profissionalizantes, de diversas áreas do conhecimento, a cerca de de 60 mulheres, moradoras das comunidades Goiabal e Acará-Açu, zona rural da cidade do Acará, nordeste do Pará, como forma de promover a autonomia financeira dessas mulheres.

A iniciativa busca ampliar o conhecimento, autoestima, valorização e principalmente o empoderamento financeiro dessas mulheres por meio de cursos como os de planejamento de cardápio para as merendeiras das escolas municipais, auxiliar de serviços de alimentação, práticas de manipulação de alimentos e artesanato em tecido, para confecção de bonecas

"Quando falamos em empoderamento feminino, não estamos falando somente de dar espaço às mulheres, mas de encorajá-las, ensinando a terem autoestima e repassarem esse suporte a outras mulheres. Levamos também temas relevantes e atuais, como a diferenciação dos tipos de violências sofridos pelas mulheres: física, sexual, patrimonial psicológica e moral”, afirmou a coordenadora da CIPM, Márcia Jorge.

O Girândola contou com a parceria com a Prefeitura do Acará, Movimento de Mulheres, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e Procuradoria Especial da Mulher, da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA).

Por Gerlando Klinger (SEJUDH)