Comunidades rurais de Belém contam com assistência da Emater

11/01/2022 15h31 - Atualizada em 11/01/2022 19h33

Em sua propriedade na Ilha Grande, às margens do Bijogó, Raimundo Nonato Trindade, 54 anos, se dedica à cadeia produtiva do açaí, atividade herdada dos pais e avós. Por semana, o agricultor familiar, atendido há mais de 10 anos pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-PA), comercializa de 30 a 50 baquestas no Porto da Palha, no bairro da Condor, que abastecem os pontos de venda de açaí na capital paraense que completa 406 anos de fundação nesta quarta-feira (12).

"Tenho grande satisfação em fazer parte da história da cidade, trabalhando com a cadeia do açaí, que é  fonte de alimentação da maior parte da população, e é fonte de renda da nossa gente. A assistência da Emater tem um papel muito importante para nós, em especial quem trabalha com o manejo de açaizais", afirmou seu Nonato, que é assistido pelo engenheiro agrônomo Lucival Chaves.

De acordo com a engenheira ambiental da Emater, Camila Salim, que chefia o escritório local de Belém, são assistidas 413 famílias, em 15 comunidades. Em 2021, foram realizados 962 atendimentos, entre os quais a elaboração de 40 Cadastros Ambientais Rurais (CAR) e a emissão de 100 Declarações de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento a Agricultura Familiar (DAP/Pronaf), documentos de acesso a políticas públicas.

Foram realizadas 30 oficinas de capacitação com temáticas de confecção de produtos de higiene e limpeza, fabricação de doces e compotas, reciclagem de caixas de papelão, educação ambiental, sobre o CAR, e Manejo de Açaizais.

"Também foram implantadas Unidades Demonstrativas de feijão caupi, na variedade manteiguinha, nas comunidades Mari Mari I e Mari Mari II, e uma Unidade Demonstrativa de compostagem na comunidade Mari Mari I, que já alcançaram os objetivos no decorrer do ano", explicou Camila Salim.

A Emater atende famílias agricultoras nas comunidades de Elizabeth Teixeira e Chico Mendes, em Carananduba; Sucurijuquara, Baia Do Sol; Mari Mari I, Mari Mari II, no Distrito de Mosqueiro. Na comunidade Fama, no distrito de Outeiro. Nas ilhas de Cotijuba, do Combu, Grande, do Maracujá, do Murucutum. E ainda comunidades no bairro do Tapanã, da Colônia de pescadores  Z-10, no distrito de Icoaraci e ribeirinhos extrativistas do Rio Tamanduá, e da Colônia de Pescadores Z-9, na Ilha de Mosqueiro.

Texto: Paula Portilho Ascom Emater 

Por Governo do Pará (SECOM)