Campanha de doação de sangue leva servidores da Secult ao Hemopa

Gincana Solidária está sendo realizada entre os órgãos públicos estaduais, que receberam um código no cadastro do Hemopa para contabilizar as bolsas doadas

23/11/2021 10h10 - Atualizada em 23/11/2021 10h19

Servidores da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) participaram na última segunda-feira (22) da gincana Instituição Cidadã – Servidor Doador, que faz parte da campanha de doação de sangue da Fundação Hemopa. A Gincana Solidária está sendo realizada entre os órgãos públicos estaduais, que receberam um código no cadastro do Hemopa para contabilizar as bolsas doadas. A ação segue até o dia 23 de novembro e o resultado será divulgado no dia 25 deste mês.

Para a servidora Milena Cavalcante, secretária de Gabinete, ação foi muito importante porque reuniu os servidores em prol de uma causa solidária. "Eu já sou doadora de sangue e não ficaria de fora. Fiquei muito feliz em ver servidores doando pela primeira vez e a gincana foi fundamental para motivá-los. Doar sangue não dói e é super rápido. E mais: o sentimento de satisfação é enorme por estar ajudando alguém”, disse.

Na Secult, a ação foi organizada pela Gerência de Pessoas, por meio do Núcleo Psicossocial. A psicóloga Sâmia Pires explicou que o objetivo era sensibilizar servidores públicos a irem doar durante este mês todo de novembro, em que se comemora o Dia Nacional do Doador de Sangue (25 de novembro) e para aumentar o número de bolsas de sangue no Hemopa.

"Eu sou doadora de sangue desde 2009, mas já fazia alguns anos que eu não conseguia doar devido a uns índices estarem abaixo da média. Ter conseguido doar ontem para mim foi uma experiência inigualável. A sensação vivida foi de muita gratidão pela vida ter me dado essa oportunidade de poder fazer esse gesto de amor, de solidariedade ao próximo em um momento pandêmico, em que os bancos de sangue de todo o país estão bem abaixo da média, então poder participar ativamente dessa ação foi uma grande alegria, motivada ainda mais pelo engajamento dos nossos servidores. Nós tivemos desde estagiários até efetivos, contratados e terceirizados, alguns estavam doando pela primeira vez. Torcemos para que essa gincana alcance o seu objetivo que é restabelecer o banco de sangue do Hemopa", finalizou a psicóloga.

Texto: Thaís Siqueira/Ascom Secult

Por Iego Rocha (SECULT)