Jucepa enfatiza em Marabá vantagens da integração à Redesim

A quinta etapa do Projeto Jucepa Itinerante foi encerrada em um dos centros econômicos do Sudeste do Pará

03/09/2021 21h16 - Atualizada em 03/09/2021 22h10

A Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa) encerrou nesta sexta-feira (03) a quinta etapa do Projeto Jucepa Itinerante, no município de Marabá, na região Sudeste, com o Seminário “Integrando os Novos Gestores Municipais à Redesim”. As palestras ocorreram na subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PA), com a presença de analistas, contadores e usuários.Palestra do Projeto Jucepa Itinerante em Marabá

Marabá é o centro econômico e administrativo de uma vasta região da “fronteira agrícola amazônica”. Conta com mais de 200 indústrias, sendo a siderurgia (produção de ferro-gusa) a mais importante, seguida pela indústria madeireira e fabricação de telhas e tijolos.

Outras áreas econômicas importantes são pesca, lavoura e pecuária, esta última com destaque para a qualidade do rebanho bovino, um dos mais expressivos do Estado, devido ao uso de tecnologia de ponta na seleção e fertilização.Cilene Sabino, presidente da Jucepa

O setor de comércio e serviços também tem grande contribuição à economia de Marabá, que conta atualmente com 22.228 empresas ativas, divididas em micros, pequenas, médias e grandes empresas, além de serviços hospitalares, financeiros, educacionais, de construção civil e serviços públicos. 

O coordenador da área de Segurança da Secretaria Regional de Governo do Sul e Sudeste do Pará, Odilon Vieira Neto, destacou a importância da iniciativa da Jucepa. "O evento é de grande valia para o município, pois traz conhecimento e contribui com o desenvolvimento e a desburocratização do ambiente de negócios em todo o Pará", frisou.

Celeridade - A presidente da Jucepa, Cilene Sabino, ressaltou em sua palestra o papel da Redesim no desenvolvimento econômico local. "Só agora, em 2021, foram registradas 2.840 empresas. Fazendo um comparativo com o ano de 2019, quando não havia pandemia, foram 2.780 durante todo o ano, ou seja, podemos ver que o município, em apenas oito meses, já ultrapassou os dados de 2019. Isso significa que as empresas estão vindo para a região, e a integração com o sistema da Redesim traz muito mais celeridade e facilidade aos processos de abertura de empresas e à arrecadação municipal", afirmou Cilene Sabino.

Equipe da Jucepa no seminário em MarabáO evento contou com a participação de analistas, contadores, advogados, técnicos e usuários do município, que assistiram às palestras Ambiente de Negócios; Inovação; Tecnologia e o Papel do profissional de contabilidade no desenvolvimento regional; Licenciamento do Corpo de Bombeiros; Banpará Produtos; Avanços de Certificação Digital; Cooperativismo como Alternativa de Desenvolvimento Local; Importância dos pequenos negócios para o Brasil; Serviços Notariais e de Registro: A serviço da Sociedade; Programa de Microcrédito do Governo do Pará e Jucepa Digital e a Redesim.

Para o contador Ariomar Cardoso, o Projeto Jucepa Itinerante proporciona também desenvolvimento profissional. "As palestras são ricas em conhecimentos, e nos ajudam a conhecer um pouco mais sobre as atividades dos órgãos parceiros e tão importantes aos processos de abertura de empresas no município", disse.

Por Fabíola Uchôa (JUCEPA)