Compras do vale-alimentação movimentam supermercados da Região Metropolitana 

A sexta recarga do benefício para 575 mil estudantes matriculados na rede estadual de ensino ocorre de forma gradativa e atenderá todas as regiões do Pará

26/11/2020 16h14 - Atualizada em 26/11/2020 16h40
Por Lilian Guedes (SEDUC)

Nesta quinta-feira (26), primeiro dia de compras com a sexta recarga do benefício, estabelecimentos têm grande movimento de famílias Pais e alunos da Região Metropolitana de Belém começaram a utilizar o benefício do vale-alimentação, nesta quinta-feira (26). A liberação da 6º recarga movimentou, logo nas primeiras horas da manhã, vários estabelecimentos credenciados pela rede. 

"Sem esse benefício eu não sei como poderia proporcionar a alimentação para minha filha'', disse dona Elza Silva, mãe de alunaDona Elza Silva, mãe da aluna Líria Aghata, do 5º ano na Escola Estadual Ruth Rosita Gonzales, localizada no bairro do Guamá, garantiu as compras logo no primeiro dia de recarga. “Para mim o vale-alimentação é de muita importância, porque sem esse benefício eu não sei como poderia proporcionar essa alimentação para minha filha'', disse.

"Eu estou desempregada, meu marido também e nós vivemos de aluguel. Então imagine para nós que estamos desempregados, o quanto esse vale-alimentação vai nos ajudar. Se não fosse isso eu não sei o que seria da gente; têm dias que é um aperto lá em casa. Portanto, é uma ajuda e tanto para todos nós”, enfatizou dona Elza Silva. 

O auxílio é uma iniciativa do Governo do Estado, através da Secretaria de Educação (Seduc), para garantir a alimentação aos 575 mil estudantes matriculados na rede estadual de ensino que tiveram as aulas presenciais suspensas, desde o mês de março de 2020, por causa da pandemia da Covid-19.

Esta é a 6ª etapa do benefício do vale-alimentação, e, assim como a anterior, está ocorrendo de forma gradativa e vai contemplar os estudantes de todas regiões do Pará. 

"Nós estamos conseguindo utilizar o cartão e o vale-alimentação nos auxilia bastante", dona Maria da Conceição, mãe de alunoA filha de Dona Maria da Conceição Brito estuda na 1ª série do ensino médio da Escola Estadual Agostinho Monteiro e conta que desde o ínício o benefício tem ajudado na alimentação da casa. “Nós estamos conseguindo utilizar o cartão normalmente e o vale-alimentação está nos auxiliando bastante a complementar nossa alimentação, então eu avalio que esse benefício chegou em boa hora. Ultimamente as coisas não têm sido fáceis, então receber esse auxílio do Governo do Estado, com certeza nos ajuda e muito.”.

A secretária de Educação, Elieth Braga, afirma que a nova etapa do vale-alimentação estado só reforça o compromisso do estado com a comunidade escolar. "Vamos para a 6ª recarga numa ação totalmente custeada com recursos próprios do Governo do estado”, disse a titular da Seduc.

“O vale-alimentação me ajuda na alimentação, na compra de materiais de higiene pessoal'', afirma a estudante Ana Karoline da Silva“O vale-alimentação está me ajudando em tudo, seja na alimentação, na compra de materiais de higiene pessoal. É que têm horas que eu preciso comprar as minhas coisas e eu não tenho condições, então esse benefício chegou na hora certa, no momento certo. Graças a Deus o cartão está funcionando normalmente, estou conseguindo passar nas redes de supermercado e espero que continue assim”, disse a estudante Ana Karoline da Silva, aluna do 7º ano do ensino fundamental na Escola Estadual Luiz Nunes Direito, no bairro do Coqueiro, em Ananindeua.

Serviço 

A 6ª recarga do vale-alimentação escolar ocorre de forma gradativa e atenderá todas as regiões do Pará. Confira o cronograma de distribuição, por região, no site da Seduc

*Com colaboração de Vinícius Leal (SEDUC).