Museus participam da 14ª Primavera dos Museus com programação virtual

Lives e conteúdos exclusivos serão publicados nas redes sociais da Secult, que realiza o evento por meio do Sistema Integrado de Museus e Memoriais

20/09/2020 20h25 - Atualizada em 21/09/2020 11h24
Por Gabriel Marques (SECULT)

Igreja de Santo Alexandre, antigo complexo jesuíta, um dos mais importantes no País, abriga o Museu de Arte Sacra do ParáOs museus do Estado participam da programação virtual da 14º Primavera dos Museus, que começa nesta segunda-feira (21), a partir das 20h, e segue até o sábado (25). A iniciativa é do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e seu Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM), e segue as orientações do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).

Com o tema “Mundo Digital: Museus em Transformação”, serão abordadas temáticas sobre tecnologia, museus, modernidade e de que forma se relacionam. O calendário também inclui as oficinas “Sala dos sentidos” e “Percursos e dilemas: arte moderna brasileira e paraense”, que terão inscrições divulgadas em breve nas redes sociais da Secult.

Atualmente, os espaços museais em todos os cantos do mundo têm abraçado cada vez mais a modernidade de maneira complementar. De acordo com Emanoel Júnior, da Coordenação de Documentação e Pesquisa, responsável por organizar a programação, a narrativa dos museus relacionada à tecnologia gera uma oportunidade de expansão.

“A presença cada vez mais ostensiva dos museus na web certamente garantirá o acesso  de um numero cada vez maior de pessoas com diferentes perfis sociais aos seus conteúdos”, destaca.

No cenário da pandemia, muitos museus se viram confrontados com a necessidade de continuar próximos de seus usuários, num instante em que toda e qualquer atividade presencial ficou temporariamente suspensa.

Para o diretor do Sistema Integrado de Museus e Memoriais, Armando Sobral, a experiência virtual nos museus se faz necessária e inclusiva, mas não substitui a experiência presencial.

“O mundo digital é onde os museus procuram, atualmente, sua legitimidade, encontrando seus canais de acesso. Então, é muito importante a gente verificar o que está acontecendo não apenas em relação a uma disparidade de uma ferramenta de acesso e difusão do conhecimento, mas como isso está se transformando numa espécie de grande linguagem museal. É algo interessante de se perceber, ainda que não substitua a experiência presencial”, explica.

Entre os assuntos abordados, as temáticas em torno dessa presença virtual também serão discutidas. A abertura oficial vai contar com a live “Experiências em tecnologias digitais para preservação do patrimônio cultural”, facilitada pela professora do curso de Museologia da UFPA, Carmem Silva.

“É um tema atual e que já era um desafio para todas as instituições museológicas. A gente observa que a sociedade em geral tem uma vida que também gira em torno do mundo virtual, então os museus precisam acompanhar. Dispor de experiências digitais na área cultural faz com que as pessoas possam vivenciar e acompanhar isso”, aponta.

SERVIÇO
14ª Primavera dos Museus
De 21 a 26 de setembro 
Plataforma: Youtube (Secult Pará)

Confira aqui a programação completa 

Funcionamento dos Museus

Terça-feira (22) a sexta-feira (25)
Horário: 9h às 17h
Área externa do Forte do Presépio: até 18h
Entrada franca para todos os públicos nesse período.