Doação de alimentos e sementes beneficia famílias que integram Projeto Quintais Produtivos

Cem quilos de polpas de frutas e biscoitos, cedidos pela iniciativa privada, foram entregues pela Sedap

26/06/2020 19h00 - Atualizada em 26/06/2020 23h29
Por Camila Botelho (SEDAP)

A Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) entregou nesta quinta-feira (26) 100 quilos de polpas de frutas e biscoitos para famílias que fazem parte do Projeto Quintais Produtivos Agroecológicos, desenvolvido pela Escola de Atividade Complementar Fazendinha Esperança, entidade localizada no município de Marituba (Região Metropolitana de Belém). Também houve a entrega pela Sedap de 40 quilos de milho, de sementes e hortaliças - coentro, cheiro verde, salsa e rúcula -, além de beterraba.

O Projeto Quintais Produtivos é uma das ações desenvolvidas pela Escola Fazendinha Esperança em parceria com a Sedap, por meio da Diretoria de Agricultura Familiar (Dafa). A Escola atende mais de 250 famílias e 163 crianças diretamente, além de receber estudantes de escolas da rede municipal, via Projeto Ecotrilha, que tem o apoio da Secretaria Municipal de Educação de Marituba.Além de polpas e biscoitos, a Sedap entregou milho, sementes e hortaliças

Segundo a engenheira agrônoma Antônia Aleixo, diretora da Dafa, um dos objetivos do “Quintais Produtivos” é gerar renda para famílias dos bairros São Francisco e União, em Marituba, por meio da comercialização de produtos cultivados por elas em seus quintais. “Com a pandemia do novo coronavírus, as famílias atendidas tiveram dificuldades na comercialização de seus produtos, e através de parcerias conseguimos fazer a entrega desses kits”, informou.

A entrega de ontem contou com a parceria de empresas privadas e órgãos públicos. As polpas foram doadas pela Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu (Camta) e os biscoitos pela empresa Ocrim, em parceria com o Instituto Pobres Servos da Divina Providência, entidade mantenedora da Escola Fazendinha Esperança. As sementes foram entregues às famílias pelo padre Sander Patalo, diretor operacional do Centro Social e Educacional de Marituba (Cesm).

Atuação - A Escola Fazendinha Esperança desenvolve diversas atividades voltadas à educação socioambiental e agricultura urbana, entre as quais o Projeto Quintais Produtivos Agroecológicos, que inclui aulas de campo uma vez por semana (oficinas de educação ambiental) e visitas técnicas aos quintais das famílias no Território de Paz (Terpaz) implantado pelo Governo do Estado no bairro São Francisco, em Marituba. A Escola também atua no Projeto Ecotrilha com programações lúdicas e recreativas, além de ações ambientais com escolas municipais.

Em função da pandemia de Covid-19 as atividades estão suspensas, mas as famílias não deixaram de ser atendidas. A ação, realizada na última quinta-feira, contou ainda com o apoio da Secretaria de Educação de Marituba, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra)/Pós-Graduação (Pgagro). (Texto: Rose Barbosa).