Vale-alimentação escolar é usado por estudantes em estabelecimentos de Belém

Mães e outros responsáveis foram a açougues e supermercados garantir a alimentação de alunos da rede pública de ensino

25/06/2020 20h25 - Atualizada em 25/06/2020 21h27
Por Leidemar Oliveira (SEDUC)

A quinta-feira (25) foi dia de compras por beneficiários do vale-alimentação escolar, entregue pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Em Belém, estabelecimentos comerciais abriram cedo para atender a demanda de pais e alunos da rede estadual pública de ensino, que recebem o vale-alimentação para garantir a refeição dos estudantes durante a suspensão das aulas presenciais devido à pandemia de Covid-19.

A dona de casa Leiliane Correia ficou sabendo que o açougue do bairro onde mora, na Terra Firme, estava aceitando o cartão fornecido pelo Governo do Pará, e aproveitou para garantir gêneros alimentícios para o filho, estudante do 9º ano da Escola Nuremberg Borja de Brito Filho. A compra foi feita na manhã de hoje, e assim como ela outras 10 mães estavam fazendo compras. “Aproveitei pra usar todo o valor do vale com carne e frango, que é o que mais pesa na alimentação do meu filho. Fiquei feliz! Essa ajuda está sendo muito boa para as famílias”, afirmou.

Thallyta, filha de Thayná Damasceno, já está com os produtos adquiridos com o vale-alimentação escolarA autônoma Thayná Damasceno também já fez as compras em um supermercado no bairro do Marco, onde mora. “Comprei leite, suco e biscoito, que são produtos que a minha filha gosta e costuma comer na escola. Não tive nenhuma dificuldade até agora com o uso do cartão”, garantiu, mãe de uma aluna de 9 anos da Escola Santo Agostinho. Segundo Thayná Damasceno, a filha sente falta do ambiente escolar, “por isso acho muito interessante essa ajuda do governo, que além de completar a alimentação é uma forma de manter a criança perto da escola”.

Aluno da Escola Albanízia de Oliveira, também localizada no Marco, Solano dos Santos, 18 anos, recebeu o cartão na última segunda-feira (22), mas só ontem (quarta-feira) realizou as compras. Uma tia de Solano utilizou o cartão para garantir comida na mesa pelos próximos dias. “Juntamos com o cartão do meu primo, que também estuda na mesma escola, e deu pra comprar bastante coisa. Nesse período de pandemia toda ajuda é bem-vinda”, ressaltou Solano dos Santos.