Sedes da Seccional de São Brás e Divisão de Homicídio passam por reforma, em Belém

01/06/2020 17h25 - Atualizada em 01/06/2020 17h41
Por Cristiani Souza (PC)

A Seccional de São Brás, primeira Unidade Policial construída no Estado, está passando por revitalização e adequação visual. Na tarde desta segunda-feira (1º), diretores da Polícia Civil fizeram uma visita técnica no local para vistoriar a obra e apresentar ao diretor de Criminalística do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, o prédio anexo que a Instituição irá ceder ao CPC após a finalização da reforma. 

“No primeiro momento, traremos para o novo local, os setores de homicídios e de criminalística, e possivelmente, o de drogas ou patrimônio. Nós temos quatro unidades regionais e mais seis núcleos avançados como anexo, além da sede”, explicou Judson Brito, diretor de criminalística do CPC. 
Após a entrega do novo prédio, prevista para o mês de julho, a Seccional de São Brás será denominada como Central de Polícia.

“Nós não podíamos deixar de fazer esta revitalização e adequação para proporcionar o serviço de melhor qualidade aos nossos profissionais, bem como ao cidadão que procura a unidade. Nós teremos as centrais de polícias que a ideia é que possam coordenar as ações das polícias de bairros.  Nós temos uma área privilegiada que a gente pode ceder ao CPC Renato Chaves, onde eles poderão fazer os seus serviços de praxe, já que as atividades da Polícia Civil estão diretamente interligadas com o CPC. Isso vai dar celeridade aos nossos procedimentos e para aqueles que procuram a nossa unidade. Ressaltamos que a Divisão de Homicídios, da mesma forma, vai ser revitalizada a vai passar por adequação visual”, relatou o delegado-geral Alberto Teixeira.

Élzamo Lobato - titular da CoreAlém da reforma e novo visual, a sede da Divisão de Homicídios, em Belém, ganhará uma base avançada da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), considerada a tropa de elite da Polícia Civil.

“Teremos uma GATE que ficará concentrada na sede da Divisão de Homicídios e dará suporte num eventual local de crime, onde tenha uma complexidade maior ou um local de risco maior. A equipe de policiais da Core e também darão o primeiro suporte, tanto pra divisão de homicídios quanto pra Seccional de São Brás”, informou Élzamo Lobato, titular da Core.