Hospital de Campanha do Hangar recebe mais 11 respiradores

Com o reforço, aumenta para 91 o número de leitos de UTI na Unidade

26/05/2020 16h57 - Atualizada em 26/05/2020 17h11
Por Rodrigo Reis (EMATER)

Equipamentos completos, com respiradores, bombas de infusão e monitores reforçam as 80 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) O Hospital de Campanha de Belém, que está funcionando no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia recebeu, nesta terça-feira (25), mais 11 respiradores completos, com bomba de infusão e monitor, para o tratamento de pacientes com Covid-19. Com o reforço, aumenta para 91 o número de leitos de UTI na Unidade.

“São equipamentos completos e que chegaram para reforçar o atendimento à população, conforme demanda do setor de regulação do Estado”. Até a primeira semana de junho, a Unidade deve chegar a 150 leitos de UTI, exclusivos para tratamento da Covid-19”, afirmou o diretor da Unidade, o médico Régis Pauletti.  

Os equipamentos adquiridos pelo Governo do Estado são fundamentais para a recuperação de pessoas com insuficiência respiratória grave, após infecção pelo novo coronavírus e ajudam na inspiração e expiração dos pulmões.

A Unidade possui 420 leitos, sendo 342 clínicos e 80 de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Desses, 303 estão ocupados, sendo 53 de UTI. Além da capital, o Governo possui Hospitais de Campanha em Santarém (no Oeste), Marabá (no Sudeste) e em Breves (no Marajó).

Interior – Na última semana, o Governo do Estado assinou convênios com prefeituras de três municípios, para construção de novos Hospitais de Campanha. Altamira, na região Sudeste, com 60 novos leitos, dos quais 50 clínicos e 10 de UTI. Em Redenção, também com 60 leitos, sendo 10 de UTI, reforçando o atendimento aos pacientes dos 15 municípios da região do Araguaia. E o município de Soure também contará com 60 leitos, sendo 50 clínicos e 10 de UTI, no Marajó.