Governo presta contas para órgãos de controle sobre ações contra o novo coronavírus

30/03/2020 14h45 - Atualizada em 30/03/2020 15h55
Por Leonardo Nunes (SECOM)

Dar transparência às ações realizadas pelo Governo do Estado na contenção e enfrentamento ao novo coronavírus e promover alinhamento institucional. Foi com esse objetivo que, nesta segunda-feira (30), o governador Helder Barbalho prestou contas para representantes dos Ministérios Público Federal (MPF) e Estadual (MPE), Tribunal de Justiça (TJ), além do Ministério Público do Trabalho (MPT) e Defensorias Pública Estadual (DPE) e da União (DPU). A reunião de trabalho foi realizada por videoconferência e presencialmente na Sala de Estado, no Palácio do Governo, em Belém.

Na oportunidade, o governador reafirmou a necessidade do Poder Executivo Estadual implementar medidas restritivas para avançar na criação do isolamento social. Helder Barbalho destacou que o Estado não está medindo esforços para reduzir a velocidade de contágio do novo coronavírus. Barbalho foi enfático ao afirmar que não existe subnotificação no Estado.

“Não é hora de achismos pois vamos alimentar uma narrativa de fake news. Estamos agindo com empenho para ampliar nossa capacidade de realização de testes para identificar o coronavírus. Atuamos de forma transparente e compartilhamos os resultados com os órgãos responsáveis e a sociedade”, afirmou Helder Barbalho.

Durante a reunião de trabalho, o governador adiantou que o Estado está desenvolvendo medidas para avançar no fortalecimento da rede de saúde pública que irá atender os casos positivos.

“Ainda nesta semana vamos começar a montagem de nossos Hospitais de Campanha que irão criar mais 720 novos leitos, além disto, estamos com ações paralelas para contratação de respiradores e equipamentos para criação de novas UTIs (Unidade de terapia intensiva)”, complementou o governador do Pará.

Já Alberto Beltrame, secretário de Estado de Saúde Pública, informou que que as ações realizadas estão previstas no plano de contingência com diretrizes técnicas da vigilância sanitária e do Ministério da Saúde (MS). “Dentro deste plano já estamos com 31 leitos de UTI separados como reserva técnica. Também estamos em fase de compra para mais 400 [leitos de UTI]. Além disto, ainda aguardamos mais 20 leitos que serão enviados pelo Ministério da Saúde”, disse.

Alberto Beltrame, secretário de saúde do ParáNo final da reunião, ficou acertado entre as partes a ampliação do compartilhamento de informações sobre as ações realizadas e cenário da pandemia do novo coronavírus no Estado.

Além do governador e do secretário de Saúde, pelo Governo do Estado, também participaram representantes das Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), de Administração Penitenciária (Seap) e Procuradoria-Geral do Estado (PGE).