Hemopa descentraliza a coleta e faz agendamento para doação de sangue

19/03/2020 15h44 - Atualizada em 20/03/2020 10h04
Por Vera Rojas (HEMOPA)

No próximo domingo (22), a Fundação Hemopa descentraliza a coleta de sangue e vai à Praça Batista Campos com sua unidade móvel, de 8h às 14h, com intuito aumentar o número de doações para reforçar o estoque técnico. O serviço também será oferecido na Unidade de Coleta de Sangue do Castanheira, de 10 às 17h. A agenda faz parte das medidas de enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19) e tem a finalidade de minimizar o potencial desabastecimento de componentes sanguíneos no Pará.

De acordo com a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social, Juciara Farias, a agenda de campanhas externas estão sendo intensificadas junto às instituições públicas e privadas para tentar reverter o quadro de redução significativa no comparecimento de doadores. Mas, isso não é tudo. A equipe multiprofissional do Hemopa passou a fazer o agendamento da coleta de sangue com hora marcada com o objetivo de evitar aglomerações desnecessárias.

“Contamos com o empenho da sociedade em atender nossa convocação para doação de sangue. A responsabilidade é de todos”, ressaltou.

O serviço está sendo disponibilizado pelo 0800 280 8118, de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h. Para doação de sangue na sede do Hemopa. “É mais uma forma de facilitar a doação de sangue. Agradecemos todo empenho dos voluntários que atenderem nossa convocação para manter a regularidade do estoque de sangue”.

A redução do número de voluntários está sendo registrada em todas as unidades da hemorrede brasileira em função das medidas restritivas no enfrentamento ao Covid-19, além de outros receios sobre a doação de sangue.

Juciara Farias tranqüiliza os voluntários ao informar que doar sangue não apresenta riscos de contrair o Covid-19. Ela sugere ainda a doação de sangue antes de tomar vacina.

Por exemplo, a imunização contra o sarampo, inviabiliza a coleta de sangue por 30 dias; e a da gripe, impede a doação por 48 horas. “É muito importante salvar vidas com a doação de sangue e depois proteger-se com a vacinação”, destacou a assistente social.

Para doar sangue - O cidadão precisa ter entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar acompanhados de um responsável legal para autorizar a doação). Além disso, precisa ter mais de 50 kg, estar bem de saúde e apresentar um documento de identificação oficial, original, com foto (RG, CNH, Passaporte ou Carteira de Trabalho) no momento do cadastro.

Serviço: As doações de sangue podem ser feitas em Belém em três unidades fixas. No Hemocentro Coordenador e na Estação de Coleta Castanheira, de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados, de 7h30 às 17h. Há ainda a Estação de Coleta Pátio Belém que funciona de segunda a sexta-feira de 12h às 18h. Mais informações: 3110-6500.

A Hemorrede também tem unidades de coleta de sangue em Castanhal, Marabá, Santarém, Abaetetuba, Altamira, Capanema, Redenção e Tucuruí. Clique aqui e veja o endereço de cada uma.