Marituba terá uma delegacia especializada no atendimento à mulher

A parceria entre Governo do Estado e Prefeitura vai garantir um espaço apropriado para vítimas de violência, ampliando a rede de proteção às mulheres

16/01/2020 22h08 - Atualizada em 17/01/2020 00h33
Por Walena Lopes (SEGUP)

Como parte do compromisso de continuar trabalhando pela redução da criminalidade no Estado, e para atender às demandas da população, o município de Marituba, na Região Metropolitana de Belém, terá uma delegacia especializada no atendimento à mulher. O assunto foi discutido em reunião na tarde desta quinta-feira (16), na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), pelo titular do órgão, Ualame Machado, a deputada estadual Michele Begot, o secretário Municipal de Segurança Pública de Marituba, Ádamor da Silva, e lideranças femininas do município.

O secretário Ualame Machado (c) coordenou a reunião com autoridades e lideranças de Marituba

“Já havíamos recebido o pedido para a implantação de uma delegacia da mulher em Marituba, e estávamos em processo burocrático para realizar esta construção. Após o infeliz episódio ocorrido no início deste ano no município, montamos uma estratégia para que pudéssemos atender às demandas direcionadas às mulheres. O governador do Estado, pessoalmente, atendeu aos prefeitos e secretários do município e, de pronto, faremos o atendimento direcionado à mulher em uma sala na Delegacia de Marituba, até que a Prefeitura viabilize o terreno para que possamos construir uma delegacia especializada, e colocar o efetivo próprio e capacitado para esse serviço”, informou o secretário Ualame Machado.

Laís Costa, uma das lideranças da comunidade Parque dos Umariz, disse que saiu da reunião “muito satisfeita” com as medidas tomadas para melhorar o atendimento às mulheres vítimas de abuso no município. Ela também coordena o Movimento “Todas por Todas”, que luta contra abusos e crimes cometidos contra a mulher.

“Para nós essa é uma  conquista muito grande, pois acompanho de perto muitos casos de mulheres que sofrem abusos e têm medo de denunciar. Muitas vezes elas chegam comigo para fazer essas denúncias, mas não têm coragem de ir até uma delegacia. O fato de não ter uma delegacia próxima também desmotiva a vítima, e nosso papel é de convencer e acompanhá-las até a Delegacia de Ananindeua, para não manter o criminoso impune. Agora, as mulheres do município poderão ter uma assistência mais próxima e um acompanhamento melhor nas ocorrências registradas”, ressaltou a líder comunitária.

Parceria - O secretário municipal Ádamor da Silva destacou o apoio e a parceria do Governo do Estado na implantação da nova delegacia. “A Secretaria Municipal, mantendo o alinhamento com as ações do Estado, trabalhará de forma integrada para viabilizar a delegacia. Sabemos o quanto é importante as mulheres  vítimas de violência denunciarem os casos, para que possamos identificar o agressor e agir com antecipação”, ressaltou.

O secretário Ualame Machado reiterou o compromisso do Estado de combater a violência contra a mulherO crime de feminicídio no Pará apresentou redução de 32% nos casos registrados em 2019, em comparação aos números de 2018. “Nosso Estado apresentou queda nos índices de feminicídio, e vamos continuar agindo para combater e prevenir qualquer tipo de violência direcionada à mulher. Marituba terá sua própria Delegacia da Mulher para acolher as demandas do município, e com isso atuar de forma eficaz nas denúncias registradas”, garantiu Ualame Machado.