Prodepa amplia ações tecnológicas e interligará 80% dos municípios paraenses em 2020

02/01/2020 15h42 - Atualizada em 03/01/2020 09h29
Por Luiz Flávio (PRODEPA)

Atualmente 88 municípios paraenses estão interligados à Rede de Telecomunicações do Estado. Mais 21 serão incluídos até o final deste ano, totalizando 109 municípios, o que representa cerca de 76% dos 144 municípios paraenses interligados.

Durante o ano de 2019, a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) realizou várias ações compreendendo as transformações das demandas tecnológicas e serviços.

“Estamos sempre prontos e à frente para nos mantermos como um importante instrumento de desenvolvimento do Estado do Pará em benefício de toda a sociedade”, destacou o presidente da empresa, Marcos Brandão da Costa.

Aplicativos foram desenvolvidos sempre buscando a maior rapidez nas informações e no auxílio às demandas da população. Em abril e Prodepa lançou o “Navega Aqui” para auxiliar na travessia de embarcações na Alça Viária e a população usuária das balsas que trafegam na região após queda de parte da ponte do Rio Moju.

Marcos Brandão

O aplicativo “KDaBerlinda” foi reformulado em 2019. Ele auxilia a população na localização das 12 romarias realizadas durante a quadra nazarena (Círio de Nazaré). “Esse ano o número de usuários do aplicativo cresceu 176% e o quantidade de dowloads nas lojas IOS e Android aumentou 70%. A quantidade de visualizações na página do aplicativo subiu 43%”, diz o presidente da Prodepa.

Vários projetos foram firmados e outros continuados para aumentar interligação à rede de dados mundial. “O governo do Estado, através da Prodepa, solicitou à Corporação Andina de Fomento (CAF) empréstimo na ordem de US$ 12,5 milhões para investimentos ao longo de 2 anos em benefício a 15 novos municípios nas regiões sudeste, Baixo Amazonas e Nordeste paraense”, destaca Brandão.

O Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRSX), contrapartida à construção da usina de Belo Monte, entrará esse ano na sua segunda fase. Em 2017 a Prodepa recebeu R$ 10 mi para investimentos em infovias, redes metropolitanas e redes ópticas na região do Xingu.

Na primeira fase do projeto em 2018 foram beneficiados os municípios de Anapu, Brasil Novo, Medicilândia. Vitória do Xingu, Placas e Senador José Porfírio. Na segunda fase serão beneficiados os municípios de Porto de Moz e Gurupá. Na terceira etapa os benefícios chegarão ao município de São Félix do Xingu, na área de influência do Rio Xingu.

Por conta da desoneração feita pelo Estado do Pará para beneficiar a construção do linhão de transmissão de Manaus/Macapá/Oriximiná, a Prodepa receberá compensações para a ativação da rota de fibras ópticas que vai interligar os municípios de Tucuruí/Anapu/Almeirim/Oriximiná. É o chamado projeto Isolux que também terá andamento durante todo esse ano.

“Através de acordos de cooperação técnica firmados com o Banpará, a Prodepa irá beneficiar nos 4 primeiros meses deste ano os municípios de Muaná, Alenquer, Curralinho, Almeirim e Floresta do Araguaia com melhorias e ampliação na rede”, diz Marcos Brandão.