Ministério deve liberar ainda em 2019 crédito fundiário para agricultores no Pará

22/11/2019 17h22 - Atualizada em 22/11/2019 18h31
Por Camila Botelho (SEDAP)

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) já recebeu do Governo do Pará o projeto-piloto que inclui cinco famílias de agricultores do município de São Domingos do Araguaia, no sudeste do Estado, no Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF). O diretor do Departamento de Gestão do Crédito Fundiário, Carlos Everardo, informou a seleção das famílias, com base no histórico socioeconômico, durante visita à sede da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), na tarde de quinta-feira (21).

O diretor do Departamento de Gestão do Crédito Fundiário, Carlos Everardo (e), em reunião na SedapDurante a reunião, Carlos Everardo ressaltou que o governo federal já mantém com o Pará um acordo de cooperação para condução do PNCF. “Estamos com essas cinco propostas, que queremos contratar ainda este ano. Não tendo nenhum problema cadastral, tanto dos agricultores quanto das propriedades. É bem provável que até o final deste ano estaremos entregando essas contratações. É um trabalho inicial, e não temos dúvidas de que vamos desenvolver muito o crédito fundiário aqui no Estado”, ressaltou.

 A partir da liberação dos créditos, os agricultores poderão adquirir terras não apenas para cultivo, mas também para construir residência.

O representante do Mapa disse ainda na reunião que, para o futuro, a meta é a ampliação do número de agricultores beneficiados, conforme a demanda por qualificação. “Como temos um recurso livre, se tivermos 50 propostas vamos contratar e pagar as 50 propostas. Se tivermos uma demanda qualificada de 100 agricultores, vamos contratar os 100”, afirmou.

Alinhamento - Marta Pina, coordenadora da Unidade Técnica Estadual de Crédito (UTE), frisou a importância da presença do diretor de Crédito Fundiário do Ministério na sede da Sedap. “É um alinhamento. Estamos no momento de transição, com novas alterações no fluxo do programa, estabelecidas através de decreto. Estamos iniciando com essas cinco propostas.  A visita dele também foi importante para conhecer nosso trabalho”, disse a coordenadora.

O representante do governo federal participou de palestra no encontro da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), na manhã desta sexta-feira (22).