Projeto 'Mapas Digitais' é lançado pela Sectet no bairro da Cabanagem

11/10/2019 15h38 - Atualizada em 11/10/2019 16h29
Por Jeniffer Galvão (SECTET)

Você sabe a localização de todas as escolas do seu bairro, postos de saúde, praças? Os moradores dos sete bairros que recebem as ações do Programa Territórios Pela Paz (TerPaz) poderão responder a essas e outras questões acessando rapidamente pelo celular as informações que serão disponibilizadas pelo projeto “Mapas Digitais”, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), em parceria com a Faculdade de Tecnologia em Geoprocessamento da Universidade Federal do Pará (UFPA), lançado nesta quinta-feira (10) na Cabanagem, em Belém.

Cerca de 50 líderes comunitários e moradores do bairro participaram da reunião de apresentação do projeto, realizada na escola José Valente Ribeiro. “Quem vai nos dar as informações sobre o bairro são vocês. Os mapas digitais serão construídos junto com vocês”, enfatizou a secretária adjunta da Sectet, Edilza Fontes. Ela destacou ainda que as informações levantadas pelo projeto irão nortear o planejamento do governo ao identificar onde estão os problemas mais urgentes para que políticas públicas sejam criadas e implementadas.

Dez mapas – O coordenador do projeto, Paulo Melo, professor da Faculdade de Tecnologia em Geoprocessamento da UFPA, explicou para os participantes as linhas gerais do projeto. Serão elaborados dez mapas digitais por bairro do TerPaz, identificando a localização dos seguintes pontos: rede de escolas públicas e privadas; ruas sem pavimentação; praças e terrenos com potencial para implantação de projetos sociais e ambientais; quintais urbanos com potencial para a prestação de serviços ambientais; centros culturais e comunitários; hospitais e postos de saúde; linhas e paradas do transporte público; comércio e pequenas empresas.

Paulo Melo informou que outros temas podem ser acrescentados à lista ou substituir as sugestões originais do projeto, refletindo os anseios dos moradores. “Para mudar a realidade das comunidades é preciso saber onde estão os problemas, identificando-os exatamente nos mapas. É preciso estar no mapa”, disse o professor.

Bolsistas – O “Mapas Digitais” irá selecionar 20 estudantes universitários nos sete bairros do TerPaz para trabalharem como bolsistas do projeto, ajudando na elaboração dos mapas. No bairro da Cabanagem, os interessados devem se dirigir até a escola José Valente Ribeiro na próxima quinta-feira (17), das 9h às 17h, levando os seguintes documentos: RG e CPF, comprovante de residência no bairro, comprovante de matrícula em instituição de ensino superior pública ou privada.

Os documentos serão analisados pela equipe do projeto que posteriormente fará entrevistas para selecionar os estudantes, que passarão por um treinamento específico para poder atuar no “Mapas Digitais”.

Os próximos bairros a receberem o projeto serão:
- Icuí, no dia 16/10 às 10h, na EEEF Maria de Nazaré Marques Rios, localizada na Rua São Pedro Qd 6, Rua Santa Fé Icuí-Guajará Ananindeua.
- Benguí, no dia 18/10 às 10h, na Escola Marilda Nunes, localizada na Passagem Maciel, SN.
- Terra Firme, no dia 22/10, às 17h30, no auditório da UIPP, na avenida Dr. Celso Malcher, s/n.