Mangueirão sedia competição dos Jogos Estudantis Paralímpicos

08/08/2019 18h08 - Atualizada em 09/08/2019 00h25
Por Paula Portilho (SEEL)

Cento e vinte e três estudantes de 11 municípios paraenses disputaram provas de atletismo no Estádio Olímpico do Pará/EOP, o Mangueirão, em Belém, como parte da programação do XII Jogos Estudantis Paralímpicos Paraense, nesta quinta-feira (08). O evento é realizado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) através do Núcleo de Esporte e Lazer (Nel) com apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), que cedeu o espaço para o desenvolvimento das atividades esportivas.

De acordo com a professora Conceição Felgueiras, da coordenação técnica do evento, a expectativa é selecionar os que tiverem os maiores resultados para participar do evento nacional que será realizado em novembro, em São Paulo. “O estado do Pará é referência no Brasil. Somos o quarto maior medalhista paralímpico do país, pois trouxemos no último evento paralímpico, no ano passado, 53 medalhas de ouro, o que é muito gratificante”, enfatizou.

A competição ocorreu no Mangueirão e envolveu alunos com deficiência física, intelectual e visual, de 12 a 18 anos, nas categorias sub-15, sub-16 e sub-18, em provas de corrida, salto e arremesso. O objetivo do evento é propiciar a inserção social e melhoria da qualidade de vida. Além das provas de atletismo outras modalidades serão disputadas em outros três locais, em Belém e Ananindeua: bocha, natação, judô, tênis de mesa, parabadminton, vôlei sentado e futebol PC. Também são ofertados curso e oficinas de arbitragem. No total, os jogos envolvem 238 alunos da rede pública de ensino.

Para Otávio Henrique Santos, 15, medalha de prata na prova dos 400m, a participação no evento traz a expectativa de conseguir pontuação para ir novamente a um evento nacional e buscar um sonho. “É a terceira vez que participo dos Jogos e consigo índice para participar da edição nacional. Minha meta é continuar treinando, tendo resultado e um dia poder integrar a seleção brasileira”, conta o aluno de Santa Izabel.

Medalha de ouro no arremesso de peso e prova de 250m, Andreia Silva Moraes, 14, de Augusto Corrêa, volta contente pra casa. “Estou muito feliz com esse resultado e acredito que vou conseguir ser selecionada para participar dos Jogos Estudantis Nacional”, disse a adolescente.

Participaram da competição alunos de Abaetetuba, Acará, Ananindeua, Augusto Correa, Barcarena, Belém, Marabá, Moju, Tailândia, Tucuruí, Ulianpólis e do distrito de Mosqueiro.

A gestão do EOP/Mangueirão é de responsabilidade da Seel. O estádio foi inaugurado em 1978 e depois reinaugurado em maio de 2002 - quando foi incorporada a pista de atletismo. “O Estádio Olímpico do Pará foi preparado para ser um centro de inclusão não só de esporte, mas de pessoas, tendo em vista uma visão de governo. E mais uma vez recebemos este grande evento, possibilitando toda esta estrutura para a Seduc na realização dos jogos”, disse o diretor do EOP, Adélio Mendes.