Apoio da Emater garante melhoria da produção leiteira em Paragominas

23/01/2015 16h55
Por Redação - Agência PA (SECOM)

Com o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), pecuaristas de Paragominas, no nordeste do estado, vem conseguindo dobrar a produção diária de leite por animal, de três para mais de seis litros, em média, sem prejuízos ao meio ambiente e sem a necessidade de expandir áreas de pastagem. Esse aumento só foi possível graças aos projetos de melhoramento genético de rebanho desenvolvidos pelo escritório local da Emater, e constitui um importante avanço no setor agropecuário de Paragominas, que completa 50 anos nesta sexta-feira, 23, consolidando o título de "município verde” do Brasil.

“Paragominas está mostrando que a pecuária não é necessariamente predatória e pode ser uma atividade compatível com a premissa da agroecologia”, diz a chefe do escritório local da Emater, a engenheira florestal Dinilde Ferrão.

Atualmente, cerca de 600 famílias estão envolvidas nos projetos de melhoria da pecuária leiteira no município, cada uma com oito reses em média. Só no ano passado, quase R$ 2 milhões de crédito rural do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), intermediados pela Emater, financiaram reforma ou construção de estruturas, como cercas e currais, e a compra de matrizes de raças como girolando, com aptidão para a produção de leite, que vem sendo inseridas gradualmente entre os animais mestiços dessas propriedades.

O próximo passo, segundo o veterinário da Emater, Sidney Ivan Aguiar, é qualificar e expandir a cadeia de beneficiamento e comercialização. “Estamos fortalecendo as orientações sobre as questões sanitárias e as organizações sociais - como associações e cooperativas - para garantir que a produção se profissionalize", explica.