Fapespa lança editais de incentivo e estudo na área da saúde

30/06/2015 17h14

A Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa) lançou  nesta terça-feira (30), na Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan), o Boletim de Saúde 2015 e os novos editais de apoio à realização de eventos e participação em eventos científicos.

Juntamente com o diretor-presidente da Fapespa, Eduardo Costa, compuseram a mesa de abertura do evento os secretários Vitor Mateus (Sespa), Renilce Nicodemos (Seel) e José Colares (Seplan), além de Iris Gama (do Iasep) e Lucilene Farinha (da Cohab). Em seguida, os secretários e o público presente conheceram os dois editais de apoio à participação e de realização em eventos científicos, apresentados pelo diretor científico da Fapespa, Alberto Arruda.

Já estão disponíveis no site da Fapespa os editais. Para o apoio à realização e participação de eventos, a Fapespa destinará recursos nos valores de R$ 600 mil e R$ 400 mil, respectivamente.

Também foram apresentados os indicadores de saúde no Pará, presentes no Boletim de Saúde 2015. O produto foi elaborado pela Fapespa, com base nos dados do Datasus, do Ministério da Saúde, com o objetivo de contextualizar políticas públicas, apresentar a distribuição de infraestruturas da área por nível de atenção, além de acompanhar os principais índices de morbidade e mortalidade infantil para o Pará e Regiões de Integração.

Dentre os dados apresentados pela diretora de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas da Fapespa, Geovana Pires, está o estudo de Estrutura da Atenção à Saúde, que apontou variação positiva na maioria dos índices referentes ao atendimento preventivo em centros ou postos de saúde. Segundo o estudo, houve aumento no número de centros ou unidades básicas de saúde, que em 2013 eram de 951 e em 2014 passaram para 1.038. Na assistência especializada, como clínica e ambulatório, o boletim também observou um aumento no total de 799, em 2013, para 869 em 2014.

Para o presidente da Fapespa, Eduardo Costa, os boletins temáticos da fundação têm grande importância para o cenário de planejamento de ações para os próximos anos de gestão do Estado. “Nosso objetivo é trazer um conjunto de indicadores que possa mobilizar diversos órgãos do governo, pois estes números são importantes para a elaboração do nosso plano de médio prazo, e ainda para que possamos fechar parcerias e qualificar cada vez mais os produtos da Fapespa”, disse.

Por Redação - Agência PA (SECOM)