Hemopa recebe mais de 300 voluntários no fim de semana

05/07/2015 13h51
Por Redação - Agência PA (SECOM)

A Fundação Hemopa e a Estação de Coleta Hemopa Castanheira, em Belém, registraram o comparecimento de 338 voluntários neste sábado (4). Além de doadores frequentes, o apoio veio das campanhas organizadas por integrantes do projeto Mãos que Ajudam, da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias; da Torcida Remista; dos colaboradores da empresa Pexlog e do Clã Solidário. A ação de grupos que se reúnem para doar sangue nos fins de semana do verão prossegue no próximo dia 11, com a campanha “Ribeiros e Amigos Todos Juntos”, da família Ribeiro de Icoaraci, e da segunda etapa do Mãos que Ajudam.

Para a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, Juciara Farias, o retorno da sociedade ao apelo do hemocentro é positivo. “Para o início de um mês que apresenta queda no comparecimento de voluntários, a ação desses grupos foi primordial. Esperamos que a sociedade seja sensível à causa da doação voluntária de sangue, organize grupos e venha até nós. Precisamos dessas parcerias para atender a demanda hospitalar satisfatoriamente. Que nos outros dias a vinda de voluntários seja tão expressiva quanto a deste sábado”, disse.

Olindo do Nascimento Pereira Neto, 28, foi um dos mais de 80 integrantes do projeto Mãos Que Ajudam que participaram da primeira etapa da ação. O auxiliar administrativo doou sangue pela segunda vez em uma atividade do grupo. “Essa é uma oportunidade de ajudar o próximo”, afirmou.

Torcedora do Clube do Remo, Adriana Azevedo, 34, soube da campanha Dia do Sangue Azul, organizada pela Torcida Remista, pelas redes sociais. “Sou doadora há mais de 15 anos, quando doei numa campanha organizada pela escola onde estudei. Vi a iniciativa da torcida, e para mim foi um estímulo a mais. Acho um gesto importante. Só de imaginar que ajudaremos outras pessoas, já nos faz bem. Por isso já incentivei meus dois filhos e minha mãe a também doar”, revelou.

No mercado de logística, transporte e distribuição desde 2004, a empresa Pexlog organizou a campanha “Doe Sangue. Distribua Vida”, com 75 funcionários da matriz, em Ananindeua, e de mais nove filiais espelhadas pelo Brasil. À sede do Hemopa compareceram 35 voluntários, entre eles o contador Zenon Amaral, 62. Ele contou que o hemocentro fez palestras de sensibilização na empresa. “Acho importante a empresa estimular esse tipo de ação nos funcionários. Doar é um gesto de amor”, assinalou.

Em Belém, o candidato à doação pode se dirigir à sede da Fundação Hemopa, na Travessa Padre Eutíquio, 2.109, em Batista Campos, ou à Unidade de Coleta Hemopa Castanheira, no térreo da passarela Pórtico Metrópole, no acesso ao shopping Castanheira, no km 1 da BR-316, fazer um cadastro e passar na triagem clínica. Os critérios exigidos são: ter entre 16 e 69 anos (para menores de idade é preciso comparecer com o responsável legal), pesar a partir de 50 quilos e estar bem de saúde e alimentado. Não é possível fazer doação em jejum e é necessário apresentar documento de identificação original e com foto.

O Hemopa funciona para coleta de sangue de segunda-feira a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Mais informações pelo Alô Hemopa: 0800-2808118 ou pelo e-mail: captacao@hemopa.pa.gov.br.