Credcidadão entrega R$ 57 mil em crédito ao segmento artístico-cultural

24/11/2015 18h56
Por Redação - Agência PA (SECOM)

O programa Credcidadão entregou nesta terça-feira (24) microcrédito para o segmento artístico-cultural de Belém. Foram contemplados 17 microempreendedores, com o valor total de R$ 57 mil. Esta é a segunda ação de entrega para o grupo. A primeira ocorreu no município de Abaetetuba, no Baixo Tocantins, e atendeu 43 pessoas.

As atividades mais procuradas são confecção de roupas para quadrilhas juninas, produção de instrumentos musicais e artes cênicas (teatro). Uma das atendidas é Josineide da Costa, 35 anos, que trabalha como costureira e confecciona roupas para danças de quadrilha e festividades locais. Com o recurso, ela vai poder investir no trabalho e no ramo de tecidos e roupas. ‘’Tenho um espaço de trabalho, uma lojinha, e não tinha dinheiro para poder investir e comprar mais materiais e tecidos para vender. Com o empréstimo vou poder trabalhar melhor", conta.

A diretora geral do Credcidadão, Tetê Santos, ressaltou a importância e os cuidados na hora de receber o crédito nos bancos, e enfatizou que o microcrédito é um instrumento que tem como objetivo dar oportunidades no ramo formal e informal, contribuindo para gerar emprego e renda diante do cenário de crise atual. ‘’Nossa missão é gerar renda", frisou. "Ressalto a importância dos pagamentos de todos os boletos para que futuramente possam fazer novos empréstimos", continuou.

A presidente da Fundação Cultural do Pará (FCP), Dina Oliveira, presente na cerimônia de entrega, falou sobre como surgiu a ideia de acrescentar o grupo artístico e cultural como instrumento de financiamento e oportunidade. ‘’Uma das ideias era colocar o financiamento como forma de instrumento para o público. O Credcidadão abriu as portas para esse público com a missão de ampliar a cultura e atender os artistas da região, para que eles possam melhorar o seu espaço de trabalho com essa nova linha de financiamento’’, assinalou.

Neste ano, o Credcidadão ampliou o número de pessoas atendias, com a inclusão de dois grupos de grande importância para o empreendedorismo do Estado: o artístico-cultural e o de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT). O programa já liberou mais de R$ 3 milhões em recursos para os micro e pequenos empreendedores do Estado.

Veja Também